16 de julho de 2024
Atlético Goianiense • atualizado em 16/06/2024 às 00:29

Atlético-GO vai pedir providências a CBF após agressão de Felipe Melo em assessor de imprensa

Felipe Melo - Fluminense (Foto - Lucas Merçon)
Felipe Melo - Fluminense (Foto - Lucas Merçon)

O Atlético-GO venceu de virada o Fluminense, em jogo disputado no Maracanã e válido pelo Campeonato Brasileiro. Um resultado muito significativo para o time goiano, já que se tratava de um confronto direto entre equipes que estão na parte da baixo da classificação. O triunfo colocou o Dragão na 13ª colocação e jogou o tricolor carioca para zona do rebaixamento na Série A.

Só que a vitória teve um registro lamentável. Uma agressão covarde por parte do zagueiro Felipe Melo, do Fluminense, em cima do assessor de imprensa, do Atlético Clube Goianiense, Alvaro Castro. O profissional rubro-negro durante a comemoração do gol da virada, foi empurrado pelo defensor e caiu no gramado do Maracanã. Após a agressão, Felipe Melo foi expulso pelo árbitro da partida Gustavo Ervino Bauermann (SC).

Alvaro Castro chegou a relatar que foi cercado por oito funcionários do Fluminense: “Me rodaram, fui agredido em outras partes do estádio. Quando estava esperando para ir para delegacia, alguns outros funcionários me cercaram e utilizaram frases como aqui é o Maracanã foram proferidas”.

De acordo com o presidente do Atlético-GO, Adson Batista, o clube vai pedir providências junto a CBF, para que o atleta do Fluminense seja exemplarmente punido. “Tenho reunião com o Conselho Nacional de Clube e pessoalmente vou cobrar isso do presidente. Eu falei minha opinião e fui punido. Agressão é um absurdo. Se um jogador do Atlético fiz um negócio desses, eu vou preso – o mundo acaba – explode o Accioly. A gente tem que tomar posição e vamos tomar todas as medidas”.


Leia mais sobre: / / / Atlético Goianiense / Esportes / Geral