24 de junho de 2024
Política

Após ser conduzido à delegacia, ex-prefeito de Hidrolândia defende posse de arma de fogo

Paulo Sérgio de Rezende. (Foto: AGM)
Paulo Sérgio de Rezende. (Foto: AGM)

O ex-prefeito de Hidrolândia e ex-presidente da Associação Goiana de Municípios (AGM), Paulo Sérgio de Rezende, defendeu o porte de armas por cidadãos após ter sido conduzido à delegacia nesta sexta-feira (13).

De acordo com boletim de ocorrência, o político tinha uma arma de fogo de calibre 380 dentro do carro, cuja documentação estava atrasada desde 2019. Ele foi levado à delegacia e pode ser indiciado por porte ilegal.

Numa live nas redes sociais após ter sido conduzido à delegacia, ele relatou que passou por uma abordagem de rotina da Polícia Militar. Sem o documento obrigatório da arma, foi levado à Polícia Civil. Neste momento, Rezende destacou: “Apoio que o cidadão de bem tenha uma arma de fogo para poder se proteger e proteger sua família”, disse.

Segundo o ex-prefeito, ele mantém uma pistola porque sua família já foi vítima de vários roubos. Ele relatou que foi abordado pela PM quando voltava da fazenda do irmão e justificou que o local, na zona rural, é perigoso. “Meu irmão já levou três tiros”, pontuou.


Leia mais sobre: / Política