18 de abril de 2024
Apagão rápido • atualizado em 14/02/2024 às 18:29

Após queda de energia em diversos pontos da capital, Equatorial diz que fornecimento foi normalizado

Durante a tarde desta quarta-feira (14), moradores de Goiânia relataram queda de energia em várias regiões da cidade, inclusive, com apagão em semáforos de vias principais
Semáforo da Praça Tamandaré fica apagado por queda de energia. Foto: Sandy Sousa
Semáforo da Praça Tamandaré fica apagado por queda de energia. Foto: Sandy Sousa

Na tarde desta quarta-feira (14) moradores de Goiânia enfrentaram queda de energia em diversos pontos da capital. De acordo com relatos, a interrupção aconteceu em diversas regiões, como Setor Marista, Jardim Nova Esperança, Setor Jaó, Criméia Leste, Setor Oeste e outros, afetando, inclusive os semáforos e o trânsito nas principais vias da cidade. Segundo a Equatorial, o fornecimento de energia já foi normalizado.

Conforme a companhia de energia, a causa da queda de energia simultânea ainda está sendo apurada. No entanto, o fornecimento de energia já foi restabelecido em diversos pontos onde se deu a interrupção. Em nota, a Equatorial alegou que “o fornecimento de energia foi normalizado às 15h40 min para 100% dos clientes afetados por uma falha”.

De acordo com a empresa, houve uma falha no equipamento da transmissora na Subestação Xavantes, mas equipes de manutenção já realizaram os devidos reparos. A Equatorial destacou que foram “cerca de 34 minutos entre a falha da transmissora de energia e o restabelecimento completo do fornecimento” e acrescentou que trará maiores informações sobre as causas do “apagão” assim que tiver o parecer técnico.

Segundo relatos, a queda de energia durou aproximadamente meia-hora, mas foi o suficiente para ocasionar transtornos que atrapalharam o atendimento em estabelecimentos e afetaram o trânsito. Durante a queda de energia, semáforos de vias de grande fluxo na capital, como a Avenida Mutirão com a Avenida T-9, na Avenida Araguaia e na Avenida Assis Chateaubriand ficaram sem sinalização.


Leia mais sobre: / / Cidades

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.