10 de agosto de 2022
Seinfra

Após incêndio, prefeitura de Goiânia inicia remoção de placas do viaduto da T-63

A substituição do revestimento de metal pelo trabalho de artistas já aconteceu em dois viadutos recém-inaugurados pela Prefeitura de Goiânia
(Foto: Seinfra)
(Foto: Seinfra)

Equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra) de Goiânia começaram, neste sábado (16), a retirar os revestimentos metálicos do Viaduto João Alves de Queiroz, no encontro das avenidas 85 e T-63, danificados pelo incêndio que aconteceu na madrugada de sexta-feira (15). De acordo com a prefeitura, cerca de 60 placas foram atingidas pelo fogo.

O passo seguinte será retirar as demais placas do complexo, já que a determinação do prefeito Rogério Cruz é a de remover todas e substituí-las por obras de arte urbana. São aproximadamente 600.

A substituição do revestimento de metal pelo trabalho de artistas já aconteceu em dois viadutos recém-inaugurados pela Prefeitura de Goiânia: Complexo Viário Luiz José Costa (localizado no encontro da Marginal Botafogo com a Avenida Jamel Cecílio) e no Viaduto Iris Rezende Machado (que fica na Avenida Perimetral).

Continua após a publicidade

Com relação ao trânsito na região, os agentes da Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM) seguem no local para orientar os motoristas e motociclistas. O viaduto e a trincheira continuam interditados e a Avenida T-63, em seu nível inferior, está liberada para o tráfego nos dois sentidos.

“Trabalhamos com dedicação e planejamento, em uma grande força-tarefa com o apoio do presidente da Comurg, Alisson Borges, do coordenador da Defesa Civil, Robledo Mendonça, do secretário de Mobilidade, Horácio Mello, e do comandante Wellington Paranhos, da Guarda Civil Metropolitana e toda equipe, para recuperarmos esse complexo tão importante da nossa capital. Vamos fazer com que ele volte a ser o grande cartão postal da nossa cidade”, afirma o secretário de Infraestrutura, o engenheiro Everton Schmaltz.

Leia também:

Continua após a publicidade