22 de maio de 2024
Brasil

Após G7 oferecer ajuda, Bolsonaro questiona: “Quem é que está de olho na Amazônia?”

As sete potências mundiais se reuníram neste último final de semana na França. O popular G7 anunciou a liberação de 20 milhões de euros ou aproximadamente 91 milhões de reais em auxílio emergencial para combater as queimadas na Floresta Amazônica mas parece que o presidente da República Jair Bolsonaro tem dúvidas com relação aos interesses dos líderes internacionais. Ele voltou a atacar o presidente francês Emmanuel Macron e desenhou da ajuda oferecida. As informações são da Veja.

Na saída, nesta segunda-feira (26/08) do Palácio da Alvorada ele fez algumas pontuações sem aceitar ser questionado por repórteres. “Macron promete ajuda de países ricos à Amazônia. Será que alguém ajuda alguém – a não ser uma pessoa pobre, né – sem retorno? Quem é que está de olho na Amazônia? O que eles querem lá?”, considerou.

O presidente da República também foi ao Twitter fazer novos ataque à Macron. “Não podemos aceitar que um presidente, Macron, dispare ataques descabidos e gratuitos à Amazônia, nem que disfarce suas intenções atrás da ideia de uma “aliança” dos países do G-7 para “salvar” a Amazônia, como se fôssemos uma colônia ou uma terra de ninguém.”, mencionou.

O dinheiro europeu deverá ser destinado ao envio de aviões para combater os incêndios. O grupo também decidiu apoiar um plano de reflorestamento de médio prazo que será apresentado na Assembleia-Geral das Nações Unidas, em setembro.

Em contrapartida, para que a medida entre em vigor, o Brasil terá de concordar em trabalhar com ONG’s e populações locais, segundo o presidente francês.


Leia mais sobre: / / / / / / Brasil

Domingos Ketelbey

Jornalista e editor do Diário de Goiás. Escreve sobre tudo e também sobre mobilidade urbana, cultura e política. Apaixonado por jornalismo literário, cafés e conversas de botequim.