16 de abril de 2024
Eleições 2022 • atualizado em 06/10/2022 às 05:19

Após FHC e Tebet escolherem Lula, Michel Temer define apoio a Bolsonaro; confira quem já se manifestou

Políticos como José Serra (PSDB), Ronaldo Caiado (União Brasil), Romeu Zema (Novo), de Minas Gerais, e Helder Barbalho (MDB), Pará, já se decidiram
Ex-presidente, que assumiu após o impeachment de Dilma Roussef (PT), deve se encontrar com Bolsonaro neste fim de semana. (Foto: reprodução)
Ex-presidente, que assumiu após o impeachment de Dilma Roussef (PT), deve se encontrar com Bolsonaro neste fim de semana. (Foto: reprodução)

Depois que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e a ex-candidata a Presidência Simone Tebet (MDB) declararam apoio a Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como escolha para o segundo turno das eleições, foi a ver de Michel Temer se manifestar. Sem grandes surpresas, o ex-presidente e emedebista tal qual Tebet, decidiu apoiar o presidente Jair Bolsonaro (PL). Um encontro entre ambos, inclusive, deve acontecer neste fim de semana, quando Temer, que está em Londres, retorna ao Brasil.

Já em relação a apoios de governadores eleitos em primeiro turno, já se sabe, por exemplo, que Bolsonaro tem palanque em 9 estados: Acre, Mato Grosso, Paraná, Distrito Federal, Roraima, Rio de Janeiro, Tocantins e, mais recentemente, de Goias, com o apoio de Ronaldo Caiado (União Brasil) e de Minas Gerais com Romeu Zema (Novo).

Para Lula, há apoio em 6 estados: Amapá, Ceará, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e, mais recentemente, No Pará, com apoio do governador Helder Barbalho (MDB). O restante dos estados seguem indefinidos, por que haverá, também, disputa para segundo turno.

Entre outros apoios a candidatos, há, também o do senador José Serra (PSDB), que é um tanto quanto confuso. O político declarou que irá votar em Lula contra Bolsonaro, mas que, para governo de São Paulo, votará em Tarcísio de Freitas (Republicanos), o candidato de Bolsonaro, e que disputa o segundo turno contra Fernando Haddad (PT).

A segunda etapa de votação é no dia 30 de outubro. Diferentemente de outros anos, para esta eleição, o fuso horário para a votação é um só em todo o país, o de Brasília, das 8h às 17h.


Leia mais sobre: / / Política

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.