27 de maio de 2024
Atos • atualizado em 12/12/2022 às 10:37

Após falar com manifestantes, Bolsonaro “deixa” os portões do Alvorada abertos e apoiadores veem “sinal”; entenda

Depois de semanas em silêncio e sem muitas aparições públicas, o presidente falou aos patriotas que permanecem em atos por Brasília
Bolsonaro justificou sua "ausência" e disse que seu silêncio "dói na alma". (Imagem: reprodução/Twitter)
Bolsonaro justificou sua "ausência" e disse que seu silêncio "dói na alma". (Imagem: reprodução/Twitter)

Após romper um silêncio de semanas e falar com apoiadores, o presidente Jair Bolsonaro (PL) deixou os portões do Palácio da Alvorada abertos e feito com que manifestantes enxergassem algum tipo de “sinal” no ato. De acordo com vídeos divulgados no Twitter, os “patriotas” afirmam que a ordem de deixar os portões abertos veio do presidente e que ele “precisa do povo”. Veja algumas postagens e reações sobre o assunto:

https://twitter.com/Paulogeneroso/status/1601711646858416128
https://twitter.com/crisdemarchii/status/1602121361249689600
https://twitter.com/crisdemarchii/status/1602137240796372993

Movimentação acontece após as últimas aparições do presidente, que acaba fomentando manifestações. Na primeira aparição de Bolsonaro, na sexta-feira (9), ele justificou sua ausência. “Alguns falam do meu silêncio. Há poucas semanas, se eu saísse aqui e desse bom dia, tudo seria deturpado, tudo seria distorcido […] Estou há praticamente 40 dias calado. Dói, dói na alma. Sempre fui uma pessoa feliz no meio de vocês, mesmo arriscando a minha vida no meio do povo”, disse.

Já na segunda aparição, que ocorreu neste domingo (11), Bolsonaro apareceu, foi recebido com uma oração puxada por pastor, fez sinal com as mãos abertas e disse: “boa noite a todos vocês”. Foi após este momento, depois que deixou seus apoiadores, em que o futuro ex-presidente teria “deixado” os portões do Palácio da Alvorada abertos.

Com isso, tanto os manifestantes, quanto autoridades, tem chamado a população para comparecer a Brasília. Vale lembrar, inclusive, que a diplomação do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), acontece nesta segunda-feira (12) e que o esquema do evento teve segurança reforçada.

A cerimônia de diplomação está marcada para às 14h e acontece pleo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A área externa do TSE, local onde acontecerá o evento, terá policiamento reforçado por oficiais da Polícia Militar e até varredura de grupo antibomba da Polícia Federal.


Leia mais sobre: / / / Brasil

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.