15 de agosto de 2022
Política

Após EUA estenderem isolamento, Bolsonaro diz que Brasil é diferente

(Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)
(Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (30), ao sair do Palácio da Alvorada, que não é possível comparar as situações de Brasil e Estados Unidos perante a pandemia de Covid-19 no mundo.

O presidente Donald Trump mudou totalmente o tom, após sinalizar com um apoio ao fim das restrições naquele país, e pediu para os americanos ficarem em casa até o dia 30 de abril. Na semana passado, Bolsonaro havia dito que o republicano iria recuar na recomendação de isolamento.

“Eu não vou discutir. Brasil é diferente de qualquer outro país”, limitou-se a dizer o presidente.

Continua após a publicidade

Bolsonaro também reclamou das constantes críticas que vem sofrendo pelas atitudes que desautorizam orientações do Ministério da Saúde.

“Atiram numa pessoa só. O alvo sou eu. Se o Bolsonaro sair e entrar o Haddad (PT) ou outro qualquer, está resolvido o problema. Esta realidade tem que ser mudada”, afirmou. “Parece que o problema é o presidente. É que o presidente tem responsabilidade, tem que decidir”, completou.

O presidente também voltou a ressaltar a importância de retomar atividades econômicas para evitar uma crescente no desemprego. “Não é apenas a questão de vida, é a questão da economia também, a questão do emprego. Se o emprego continuar sendo destruído da forma como está sendo, mortes virão por outros motivos”, declarou.

Continua após a publicidade