27 de junho de 2022
Prorrogado

Após baixa adesão à campanha, Aparecida prorroga vacinação contra Influenza e Sarampo

Nesta segunda-feira (6), a SMS inicia a vacinação contra a influenza e o sarampo e para a atualização da Caderneta Infantil em 31 Centros Municipais de Educação Infantil
(Foto: Claudivino Antunes)
(Foto: Claudivino Antunes)

A Secretaria de Saúde de Aparecida (SMS) informa que a Campanha de Vacinação Contra Influenza e Sarampo, iniciada em 4 de abril e prevista para terminar nesta sexta-feira (3), foi estendida no País por determinação do Ministério da Saúde (MS) até o próximo 24 de junho. A prorrogação foi motivada pela baixa adesão à Campanha em todo o Brasil. A SMS reforça permanentemente para a população que as vacinações são essenciais e todos os que podem se vacinar devem fazê-lo o quanto antes.

Nesta segunda-feira (6), a SMS inicia a vacinação contra a influenza e o sarampo e para a atualização da Caderneta Infantil em 31 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) da cidade das 14h30 às 17h. Serão imunizadas crianças de 6 meses até 5 anos mediante apresentação do cartão de vacinação, RG ou certidão de nascimento, cartão SUS ou CPF e termo de autorização assinado pelos responsáveis (Este termo só é necessário se os responsáveis não estiverem presentes na hora da imunização).

Quem deve se vacinar contra a influenza e o sarampo

Continua após a publicidade

O público autorizado para a vacinação contra a influenza, segundo o MS, abrange os idosos, trabalhadores da saúde, crianças a partir de 6 meses e menores de 5 anos de idade, gestantes e puérperas, professores das redes de ensino pública e privada, pessoas com deficiência permanente e pessoas com comorbidades.

O imunizante contra a gripe também está disponível para povos indígenas, profissionais das forças de segurança e salvamento e forças armadas, caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários e funcionários do sistema prisional.

Já a vacinação contra o sarampo é destinada aos trabalhadores da saúde e às crianças com idade entre 6 meses e 4 anos, 11 meses e 29 dias. Esses grupos podem receber os dois imunizantes no mesmo dia, já que não há intervalo exigido entre a aplicação da vacina contra a influenza e o sarampo.

Continua após a publicidade

Vacinação Infantil nos CMEIs

A coordenadora de Imunização da SMS, Renata Cordeiro, frisa que “estamos levando a vacinação até as nossas crianças, como já fizemos em escolas e agora faremos nos CMEIs. É fundamental fazer a atualização de todas as vacinas infantis e impedir o retorno de doenças imunopreveníveis e controladas por meio da vacinação, como o sarampo, a coqueluche e a febre amarela, dentre outras. ”O cronograma da vacinação já foi estabelecido com cada CMEI e os responsáveis são avisados com antecedência para levar e acompanhar as crianças.

Proteção essencial

“A proteção contra a influenza (Gripe) é indispensável, sobretudo nessa época mais fria e seca, quando as pessoas tendem a se aglomerar em locais fechados. Além disso, a vacina evita complicações e contribui para reduzir a lotação nas unidades da Saúde”, destaca o secretário da pasta, Alessandro Magalhães.

Quanto ao sarampo, Alessandro salienta que a doença já estava controlada no Brasil e pode voltar se não houver uma cobertura ampla. “Não podemos deixar o sarampo retornar. Não me canso de repetir que uma baixa cobertura vacinal pode fortalecer a circulação de vírus nocivos para a saúde humana e que podem causar casos graves, especialmente em idosos e crianças.”

A coordenadora de Imunização Renata Cordeiro também adverte sobre a importância da imunização: “Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a influenza se apresenta com casos leves, mas também pode agravar e causar mortes. A vacina que estamos aplicando é trivalente, confere proteção contra os vírus H1N1, H3N2, e também o vírus B, e é essencial que as pessoas venham o quanto antes, principalmente porque nesse período atual há muita circulação para as doenças respiratórias causadas por essas cepas.”

O que levar na vacinação

Renata Cordeiro informa que “a vacina contra a influenza pode ser recebida com qualquer outra do calendário de rotina, não existe uma contraindicação”, e lembra que quem for se vacinar deve levar os documentos pessoais e o cartão de vacinação, e, no caso dos profissionais da saúde, estes devem comprovar sua atuação na área.

Horários e locais da vacinação contra sarampo e influenza

A vacinação é realizada de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, nas 36 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) que possuem salas de vacinas, e também na Central de Imunização (Rua São Domingos, 100, Centro) das 8h às 18h. Nos sábados, os serviços se concentram na Central de Imunização das 8h às 13h.

UBS’s participantes:

Andrade Reis;
Colina Azul;
Bairro Cardoso;
Delfiore;
Alto Paraíso;
Bandeirantes;
Bairro Ilda;
Independência;
Buriti Sereno;
Campos Elíseos;
Cândido de Queiroz;
Caraíbas;
Chácara São Pedro;
Cruzeiro do Sul;
Independência Mansões;
Jardim Bela Vista;
Jardim Boa Esperança;
Jardim dos Buritis;
Jardim dos Ipês;
Jardim Florença;
Jardim Olímpico;
Jardim Paraíso;
Jardim Tiradentes;
Madre Germana;
Nova Olinda;
Papillon Park;
Parque Trindade;
Pontal Sul II;
Residencial Anhambi;
Residencial Garavelo Park;
Retiro do Bosque;
Jardim Riviera;
Rosa dos Ventos;
Santa Luzia;
Santo André
e Veiga Jardim.