24 de junho de 2024
Aumento

Após 10 anos sem reajustes, bolsas CNPq e Capes terão novos valores em março

As bolsas de estudo e pesquisa de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado serão reajustadas em até 40%, a partir de março
Os aumentos resultarão em um investimento de R$ 2,38 bilhões em recursos dos Ministérios da Educação e da Ciência e Tecnologia. Foto: Divulgação
Os aumentos resultarão em um investimento de R$ 2,38 bilhões em recursos dos Ministérios da Educação e da Ciência e Tecnologia. Foto: Divulgação

Sem reajustes desde 2013, as bolsas de estudo e pesquisa do conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) terão aumento de até 40% este ano. O reajuste das bolsas de estudo de graduação, pós-graduação, de iniciação científica (IC) e na Bolsa Permanência foram uma promessa da campanha eleitoral do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O anúncio foi feito nesta quinta-feira (16) pelo pelo presidente Lula, juntamente dos ministros de Educação, Camilo Santana, e de Ciência e Tecnologia, Luciana Santos. Os aumentos serão repassados aos estudantes a partir do mês de março.

Atualmente, as bolsas de IC para alunos de graduação são no valor de R$ 400, no mestrado são de R$ 1,5 mil, do doutorado é de R$ 2,2 mil e do pós-doutorado é de R$ 4,1 mil. No próximo mês, a bolsa de IC serão de cerca de R$ 1 mil, de mestrado será de R$ 2,1 mil, doutorado será de R$ 3,1 mil e a de pós-doutorado aumentará para R$ 5,2 mil.

Além das bolsas de incentivo à pesquisa, a Bolsa Permanência também terá seu primeiro reajuste em 10 anos. Os valores que vão de R$ 400 a R$ 900, atualmente, terão aumento de 55% a 75%. O auxílio é concedido a estudantes de instituições federais de ensino superior em situação de vulnerabilidade socieconômica e estudantes indígenas e quilombolas, para que possam ter condições de se manter na faculdade.

Ademais ao reajuste, o número de bolsas ofertadas também será ampliado. De acordo com o governo federal, os aumentos resultarão em um investimento de R$ 2,38 bilhões em recursos dos Ministérios da Educação e da Ciência e Tecnologia.

Com informações do Metrópoles


Leia mais sobre: / / Política

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.