10 de agosto de 2022
TV & Séries

Apesar do sucesso de ‘Rensga Hits’, série gravada em Goiás é criticada por estereótipos exagerados

Apesar de bem aceita por internautas no geral, muitos goianos comentaram sobre uso desmedido no jeito de falar e se vestir dos personagens
Série estreou na última quarta-feira (3) com 4 episódios na Globoplay e contará com um novo episódio a cada semana. (Foto: reprodução)
Série estreou na última quarta-feira (3) com 4 episódios na Globoplay e contará com um novo episódio a cada semana. (Foto: reprodução)

Com apenas três dias de estreia, a série “Rensga Hits”, da Globoplay, que contou com gravações em Goiânia, já se tornou um grande sucesso. Elogiada por internautas pela produção digna de novela, com boa história e boas cenas, porém, teve episódios criticados por goianos pelo toque exagerado que deram ao sotaque e jeito de se vestir de vários personagens que representam o pessoal do “pé rachado”.

Entre os elogios, muitos internautas disseram até mesmo que a série deveria ir para a TV aberta em horário nobre. Confira:

Para outras pessoas, que publicaram suas opiniões nas redes sociais, a produção da série exagerou no estereótipo goiano. Veja críticas:

No geral, a série é bem produzida, tem um roteiro estruturado, além de ser bem dirigida e contar com boas atuações. Porém, também é realmente notável o exagero nos sotaques e jeitos de se vestir de personagens, incluindo a protagonista (veja vídeo abaixo com a protagonista ao se encontrar com rafa Kalimann e Naiara Azevedo), o que é um erro comum, mas não grave, de muitas produções audiovisuais que se arriscam por tramas regionais.

Porém, o sotaque ou a maneira de se vestir dos personagens não transforma a produção em algo ruim ou pejorativo, pois consegue dissolver estes pequenos “erros” com uma boa e divertida história.

História

A série tem, como trama principal, vida de Raíssa Medeiros (Alice Wegmann), uma jovem que, após descobrir a traição do ex-noivo, decide abandona-lo no altar e se mudar para Goiânia em busca de um sonho: tornar-se uma cantora sertaneja. Chegando à capital, ela logo conhece Carol (Maíra Azevedo), que lhe dá a primeira oportunidade, mas ela acaba tendo uma música roubada por uma cantora chamada Glaúcia Figueira (Lorena Comparato).