30 de maio de 2024
Comércio

Apesar de alta inflação, 71% dos goianienses pretendem presentear seus parceiros no Dia dos Namorados

Levantamento foi realizado pela CDL Goiânia e aponta que a maioria das pessoas pretendem fazer pesquisa de preços antes de efetivar compra
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Um levantamento realizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Goiânia) mostra que 71% dos moradores da capital pretendem presentear seus parceiros no próximo Dia dos Namorados, celebrado no dia 12 de junho. 

De acordo com a análise, as maiores intenções são de cônjuges ou noivos (53%), seguidos por namorados (36%) e os relacionamentos menos formais, como o chamado “ficante” ou “crush” (8%). Amigos também entram na lista, correspondendo a 3%. 

Dentre os participantes do levantamento, as mulheres (76%) têm mais intenção em presentear do que os homens (63%). Do total dos que responderam a enquete, 80% informaram que irão realizar pesquisas de preço antes de efetivar a compra. 

“Apesar da alta inflação impactar o poder de consumo, notamos que a maior parte das pessoas aqui na capital não vai deixar a data passar em branco. Esse é um dado interessante para que os lojistas trabalhem promoções e ofereçam facilidades de pagamento para o cliente”, comenta o presidente da CDL Goiânia, Geovar Pereira.

Na comparação do valor do presente deste ano com o do ano passado, 36% afirmaram que o investimento em 2022 será na mesma faixa de preço de 2021, 24% investirão menos e 23% vão gastar mais. Com relação ao pagamento, o cartão de crédito será o meio mais utilizado (32%). Em seguida, o pagamento à vista, via cartão de débito (18%), Pix (17%), cartão de crédito à vista (16%) e dinheiro (16%). 

Os dados ainda revelam que as roupas e os calçados são os itens preferidos por 36% dos participantes, seguidos por perfumes e cosméticos (19%) e por relógios, jóias e acessórios (18%). Os clássicos chocolates, cestas e flores aparecem com 11%.

O levantamento detalhou, ainda, que os consumidores devem recorrer aos shoppings na busca pelo presente, com 32% da preferência, seguidos de perto pelas compras realizadas na Internet, com 27%. Já as lojas de rua são apontadas como opção de 16% dos participantes. Quanto ao movimento no comércio, os compradores devem encher as lojas principalmente entre os dias 05 e 11 de junho (44%). Já 11% afirmaram que vão adquirir os presentes apenas na véspera da data.


Leia mais sobre: / / / / Cidades