24 de junho de 2024
Cidades

Aperta o cerco contra som automotivo em Aparecida de Goiânia

Depois de 60 dias da operação “Tolerância Zero Para Som Automotivo”, iniciada em 18 de janeiro, o secretário municipal de Meio Ambiente de Aparecida de Goiânia, Fábio Camargo, divulgou um balanço da ação e divulgou novidades nas punição.

Além disso, a Superintendência Municipal de Trânsito de Aparecida de Goiânia (SMTA) será informada para a realização de um laudo certificando que o veículo se encontra dentro das normativas da Lei de Trânsito. A Polícia Civil também fará um laudo dando a procedência do veículo e se o mesmo tem bateria de gel. Pois a mesma é de uso exclusivo das empresas de telefonia. Somente o proprietário retirará o veículo do pátio.

Nos primeiros 60 dias da operação, a principal penalidade foi a apreensão do carro e aplicação de multas. O endurecimento contra os infratores é uma tentativa de coibir de vez a poluição sonora e tem surtido efeitos.
“Ao todo, mais de 3 mil denúncias foram registradas. Com o apoio da Polícia Militar, apreendemos 123 carros, 5 armas de fogo, 30 caixas de som, 37 caixas de músicas “vitrola” e 23 sons mecânicos sem autorização. Autuamos 40 residências e 8 chácaras foram interditadas”, enumerou o secretário.

(Com informações secom- Aparecida de Goiania)


Leia mais sobre: Cidades