23 de abril de 2024
Saúde pública

Aparecida libera Unidades Básicas de Saúde sem agendamento para casos de suspeita de dengue

Quem estiver com sintomas pode procurar diretamente qualquer uma das 42 unidades da cidade
Vale ressaltar que os sintomas mais comuns da dengue são febre alta, dor de cabeça, dor no corpo, dor atrás dos olhos e náuseas. (Foto: reprodução)
Vale ressaltar que os sintomas mais comuns da dengue são febre alta, dor de cabeça, dor no corpo, dor atrás dos olhos e náuseas. (Foto: reprodução)

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia vai ampliar, a partir de amanhã (1º), os postos de atendimento imediato a moradores com suspeita de dengue. Com isso, os pacientes com sintomas da doença podem procurar diretamente qualquer uma das 42 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município, sem necessidade de agendamento.

A iniciativa tem o objetivo de facilitar o acesso e aproximar os serviços de saúde dos moradores. Nas UBSs, os pacientes com sintomas de dengue serão avaliados por um profissional de saúde, que irá realizar o exame clínico e solicitar os exames laboratoriais necessários para diagnóstico e tratamento da doença.

O atendimento nas UBSs é realizado de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Para ser atendido sem agendamento, os pacientes com sintomas de dengue só precisam apresentar documentos pessoais, cartão SUS e comprovante de endereço. Os atendimentos ocorrem seguindo a agenda e a capacidade de cada unidade.

“Nossas UPA´s e Cais continuam atendendo 24h, todos os dias da semana, sem agendamento, os pacientes com suspeita de dengue, principalmente os casos mais graves. Mas agora, além das unidades de urgência, todas as unidades básicas também vão prestar atendimento porta aberta para os casos suspeitos da doença. Lá eles serão atendidos por profissionais de saúde preparados para realizar a triagem inicial e encaminhar os pacientes conforme a necessidade”, enfatiza o secretário de Saúde, Alessandro Magalhães.

O gestor destaca que a oferta de atendimento sem agendamento nos postinhos de saúde é válida apenas para casos de suspeita de dengue e que as demais consultas e procedimentos continuam sendo realizados mediante agendamento prévio. “No enfrentamento à covid usamos essa estratégia e agora, com o aumento de casos de dengue em todo o país, retomamos. Seguimos atentos às demandas emergenciais, buscando respostas céleres para melhorar o atendimento à comunidade”, avalia.

Vale ressaltar que os sintomas mais comuns da dengue são febre alta, dor de cabeça, dor no corpo, dor atrás dos olhos, náuseas, vômitos e manchas vermelhas na pele. Em casos graves, a doença pode levar a sangramentos, hemorragias e até a morte.

O superintendente de Atenção à Saúde, Gustavo Assunção, reforça a importância dos cuidados: “Não podemos subestimar os sintomas. A dengue mata. Por isso, em caso de suspeita, procure atendimento o mais rápido possível. Toda a rede de Aparecida está preparada para atender você e o diagnóstico precoce contribui significativamente para um tratamento mais eficaz e para a redução de complicações”.

Leia também: Goiás deve receber as primeiras doses da vacina contra a dengue em fevereiro


Leia mais sobre: Aparecida de Goiânia

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.