10 de agosto de 2022
Política • atualizado em 13/06/2022 às 13:01

Anúncio de apoio do Republicanos a Mendanha acontece nesta segunda (13), com divergências de membros da sigla

Presidente do Republicanos em Goiás, João Campos. Foto: Divulgação
Presidente do Republicanos em Goiás, João Campos. Foto: Divulgação

Está previsto para a tarde desta segunda-feira (13), o anúncio de apoio do Republicanos goiano ao pré-candidato Gustavo Mendanha (Patriota) ao Governo de Goiás. Integrantes da sigla se reunirão em encontro partidário em Goiânia, com a presença do presidente nacional do partido, Marcos Pereira.

Parlamentares e pré-candidatos que apoiam a reeleição do governador Ronaldo Caiado, entretanto, não devem comparecer ao evento. Em entrevista ao Diário de Goiás na última sexta-feira (10), o deputado estadual e pré-candidato a federal, Jeferson Rodrigues, alegou que, além dele, Rafael Gouveia, Rodney Miranda, Hildo do Candango e outros pré-candidatos possuem tendência para caminhar com o atual gestor. 

O presidente do Republicanos goiano, João Campos, esteve em São Paulo, na mesma data, para gravar um vídeo institucional garantindo o apoio a Mendanha, o que gerou expectativa com relação ao anúncio, horas depois de o político ter publicado uma enquete em seu perfil nas redes sociais, para palpites com relação ao candidato que deveria apoiar.

Continua após a publicidade

Carta Branca

O deputado estadual Jeferson Rodrigues (Republicanos) alegou, em entrevista ao Diário de Goiás, que João Campos deu carta branca aos parlamentares para apoio ao pré-candidato que tivesse maior afinidade e que acreditava que o deputado federal caminharia realmente com Gustavo Mendanha, conforme vinha sinalizando. “No meu ponto de vista, vejo que hoje ele tem uma tendência de caminhar com Gustavo Mendanha, embora eu acredite que seria melhor ele caminhar com Caiado”, ponderou o parlamentar.

Apesar da predileção de Campos, Jeferson Rodrigues destaca que os pré-candidatos que tiverem maior afinidade, tudo para que a chapa do Republicanos não seja comprometida por quaisquer divisões. “Eu não posso falar pelo partido, mas entendo que, desde o início do ano, em uma conversa que tivemos com o presidente regional, João Campos, ele entendeu que para fazer uma chapa de deputados federais competitiva, era importante abrir”, pontuou.

Continua após a publicidade

Em nota, o parlamentar reforçou, na manhã desta segunda-feira, a liberdade dos políticos com relação ao apoio para o Executivo estadual e reafirmou sua posição ao lado de Caiado. “Todos nós sabemos que o deputado João Campos quer ser candidato ao Senado e recebeu o convite para a chapa de Mendanha. Não podemos retirar este direito de um parlamentar que tem cinco mandatos na Câmara Federal e é Presidente Regional do Partido em Goiás. Respeitamos a sua decisão, mas a maioria das principais lideranças do partido fizeram uma outra escolha e repito, de apoiar a reeleição do governador Ronaldo Caiado”, pontuou Jeferson Rodrigues.