21 de julho de 2024
Fica no partido

André Fortaleza confirma pré-candidatura a deputado federal pelo MDB, mesmo com apoio a Mendanha

Sigla comandada por Daniel Vilela está ao lado de Caiado. Mesmo aliado do prefeito de Aparecida de Goiânia, presidente da Câmara seguirá na legenda
André Fortaleza discursa em mutirão, em Aparecida. (Foto: Domingos Ketelbey/DG)
André Fortaleza discursa em mutirão, em Aparecida. (Foto: Domingos Ketelbey/DG)

O apoio a Gustavo Mendanha nas eleições para o governo do estado não fará o presidente da Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia abandonar o MDB. A sigla está na chapa de Ronaldo Caiado, mas André Fortaleza planeja se lançar candidato à Câmara Federal pelo partido.

Ao DG, ele confirmou a pré-candidatura e revelou que já até mesmo se reuniu com o presidente do diretório estadual, Daniel Vilela.

“A tendência é permanecer. Já conversei com nosso presidente. Não há interesse em me expulsar. Era a única forma de eu sair do MDB. Se não viabilizar, meu projeto é Gustavo Mendanha e irei acompanhá-lo, mesmo estando em outro partido”, disse. “Já estive conversando com o Daniel. Está tudo acertado, tudo tranquilo”, completou.

O martelo sobre a candidatura, porém, ainda não está batido. É preciso aguardar a definição de chapa do MDB. Até lá, Fortaleza diz que muitas coisas podem mudar. “Sou pré-candidato, mas, como participante de um grupo, vou ouvi-lo. Não tenho vaidade nenhuma se for preciso recuar”, destacou.

Renúncia

Recentemente, o parlamentar afirmou que pode renunciar ao mandato de vereador. Neste sábado (26), ele reiterou que a possibilidade existe. Fortaleza frisou que vai avaliar uma renúncia com seu grupo por “problemas internos”.

“Renuncio ao meu mandato se chegar à conclusão de que não estou contribuindo com o povo de Aparecida. Estou analisando, junto com as pessoas que me elegeram. Meu intuito sempre foi trabalhar em prol da população. Se eu não estiver atingindo esse objetivo, melhor eu ter a sensatez de parar”, disse.

Entre os motivos está a investigação criminal que corre contra ele depois que cortou o microfone da vereadora Camila Rosa (PSD) durante sessão na Câmara e também conflitos com outros colegas. “Precisamos de transparência, e isso vai de confronto com alguns parlamentares”, justificou.

Apoio ao novo prefeito

Durante mutirão da prefeitura de Aparecida neste sábado, André Fortaleza disse que o atual vice-prefeito Vilmar Mariano (Podemos), que vai assumir a Cidade Administrativa após a renúncia de Gustavo Mendanha, na próxima semana, terá seu apoio irrestrito. Além disso, ele declarou que a gestão de Mariano será melhor que a de Mendanha.

Fortaleza afirmou que, enquanto estiver no Legislativo, dará suporte ao futuro prefeito. “O mesmo objetivo do Vilmar Mariano é o meu: trabalhar em prol da população de Aparecida e lutar para que Gustavo Mendanha alcance o governo de Goiás”, frisou.


Leia mais sobre: / / Política