26 de maio de 2024
Anápolis

Anápolis apresenta plano para retomada das aulas presenciais a gestores de escolas

Aulas presenciais devem voltar no segundo semestre. (Foto: Divulgação/Pref. Anápolis)
Aulas presenciais devem voltar no segundo semestre. (Foto: Divulgação/Pref. Anápolis)

As Secretarias Municipais de Educação e de Saúde apresentaram à equipe gestora da rede, por meio de transmissão ao vivo nesta terça-feira (15) a formação de “Protocolo de Biossegurança para Retorno às Aulas Presenciais” em Anápolis.

Regulamentos foram criados pela comissão dirigente da composição do “Plano de Retorno às Aulas Presenciais no Âmbito das Unidades de Ensino Vinculadas à Rede Municipal de Educação de Anápolis”, a qual foi instituída no último dia 11. O comitê conta com a participação de representantes do Conselho Municipal de Educação, equipe gestora das escolas, professores, pais e estudantes, além de técnicos da Educação e da Saúde.

A equipe que forma a comissão é responsável pela elaboração da metodologia de ensino, além de metas e estratégias para o retorno às aulas presenciais em consonância com as medidas de prevenção contra a Covid-19. Além de oferecer planos de ações, a Secretaria de Saúde também tem investido na imunização dos profissionais da Educação contra a Covid-19. As unidades de ensino receberam mais de R$ 1,9 milhão do Programa de Autonomia Financeira das Instituições Educacionais (Pafie) para aquisição de equipamentos de segurança, além de estarem sendo feitos reparos e reformas para preparar o ambiente para a volta dos estudantes.

“Nossa expectativa é de retornarmos em agosto com o máximo de segurança possível. Estamos trabalhando para que todos os protocolos sejam cumpridos e as unidades sejam devidamente equipadas para recebermos nossos estudantes”, ressalta a secretária de Educação, Eerizania de Freitas.

Para Luciana Consolação, fiscal de vigilância sanitária do município e integrante da comissão, a capacitação dos profissionais da Educação é requisito básico no processo de retomada das atividades presenciais nas unidades de ensino. “A capacitação dos gestores em relação aos protocolos de biossegurança a serem adotados nas unidades de ensino é de extrema importância pois eles serão os executores de protocolos de segurança e multiplicadores destes aos demais membros da comunidade escolar (alunos, famílias e colaboradores) ”, afirma a profissional.

Raquel Rodrigues, gestora do Cmei Ildefonso Limírio Gonçalves, afirma que são tempos de desafios, mas também de esperança, e que o apoio da Secretaria Municipal de Educação é essencial para um retorno seguro. “Esse é o momento de nos prepararmos, e esta live com os protocolos de biossegurança foi bastante esclarecedora. A partir dela, vamos nos organizar para recebermos nossos estudantes com segurança, pensando sempre numa educação de qualidade para tentar amenizar um pouco os impactos causados pela pandemia”, conta a gestora.


Leia mais sobre: / Anápolis