09 de agosto de 2022
Covid • atualizado em 07/06/2022 às 18:19

Alta nos casos de Covid-19 força UFG realizar testagens diariamente

Aumento dos casos na capital amplia demanda de postos de testagem
Testagem de covid está sendo feita no Centro de Saúde do Câmpus Samambaia e em mais 6 postos de atendimento na capital. Foto: Jucimar Sousa
Testagem de covid está sendo feita no Centro de Saúde do Câmpus Samambaia e em mais 6 postos de atendimento na capital. Foto: Jucimar Sousa

Desde a última segunda-feira (6/6), a testagem ampliada contra a covid-19 no Centro de Saúde do Câmpus Samambaia, na Universidade Federal de Goiás (UFG), passou a ser realizada todos os dias, das 8h às 10h30.

A alta dos casos de covid-19 aumentou a necessidade de ampliação da testagem e monitoramento dos casos, não só entre a comunidade acadêmica, mas em geral.

De acordo com os dados divulgados pela universidade, no dia 3 de junho, com testagem restrita a comunidade interna da UFG, dentre as 728 pessoas testadas, 13,5% tiveram resultado positivo para covid-19. 

Continua após a publicidade

Para complementar o atendimento, a UFG tem uma rede de triagem e o telemonitoramento, coordenados pela Faculdade de Enfermagem (FEN) e pela Faculdade de Medicina (FM), respectivamente.

 Nova Alta

A Rede Estadual de Saúde afirma que a taxa de ocupação dos leitos da covid-19 já é de 83% em Goiás, com 48 dos 66 leitos de UTI destinados à covid ocupados, conforme boletim integrado da covid, que é atualizado em tempo real. Por conta da alta dos casos, o Governo de Goiás anunciou que haverá ampliação do número de leitos nos próximos dias.

Continua após a publicidade

Além da testagem diária realizada na UFG, a Prefeitura de Goiânia também conta com pontos de testagem em massa em seis locais da capital, com teste rápido que fica pronto em 20 minutos.

Confira os locais de testagem gratuita aqui!

Luana Cardoso é estagiária pelo convênio do Diário de Goiás com a UFG (Universidade Federal de Goiás) sob supervisão de Domingos Ketelbey