27 de maio de 2024
Educação

Alfabetização e Família: Pontalina é sede do lançamento da 4ª etapa do projeto

Para este ano, a previsão é que sejam criadas 600 novas turmas, de forma a atender até 6 mil alunos em todo o Estado
A coordenadora do Goiás Social, primeira-dama Gracinha Caiado, irá participar da solenidade. (Foto: Secom/ Arquivo).
A coordenadora do Goiás Social, primeira-dama Gracinha Caiado, irá participar da solenidade. (Foto: Secom/ Arquivo).

Pontalina, a 120km da capital goiana, recebe nesta segunda-feira (1), a aula inaugural do projeto Alfabetização e Família, que está em sua 4ª etapa. A iniciativa ofertará quatro turmas que atenderão 46 alfabetizandos no município. São jovens e adultos com 15 anos ou mais e que não tiveram a oportunidade de serem alfabetizados na idade certa.

A coordenadora do Goiás Social, primeira-dama Gracinha Caiado, irá participar da solenidade. Além da participação na aula inaugural do projeto, Gracinha também realiza entregas de benefícios do Goiás Social durante a visita à cidade. Ao todo, serão entregues 162 cartões do programa Mães de Goiás e 27 do Dignidade.

Alfabetização e Família

Lançado em 2019, o Alfabetização e Família é uma iniciativa do Goiás Social, implementada por meio do Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e do Gabinete de Políticas Sociais (GPS). Para este ano, a previsão é que sejam criadas 600 novas turmas, de forma a atender até 6 mil alunos em todo o Estado.

O curso tem duração de quatro a seis meses. A intenção é universalizar a alfabetização da população com 15 anos de idade ou mais, reduzindo em 50% a taxa de analfabetismo funcional até o final do próximo ano, conforme estabelece o Plano Nacional de Educação (PNE) para o período de 2015 a 2025.

Redução na taxa de analfabetismo

Em Goiás, a taxa de analfabetismo entre as pessoas de 15 anos ou mais saiu de 5,9% para 4%. Com isso, o estado registra a maior redução do país. Os dados são da Pesquisa Nacional por amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e analisada pelo Instituto Mauro Borges (IMB).

Segundo a primeira-dama do estado, Gracinha Caiado, o resultado mostra a efetividade do trabalho do programa Goiás Social. “Estamos prestes a lançar a quarta turma desta ação, que já possibilitou a milhares de goianos a oportunidade de ler, escrever e fazer contas básicas”, destacou.


Leia mais sobre: / / / Cidades / Educação

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019