26 de maio de 2022
Política

Alexandrino define plataforma política para disputar eleição

Ismael Alexandrino explica sobre dinâmica de enfrentamento à Covid-19 em Goiás (Foto: Reprodução/DG)
Ismael Alexandrino explica sobre dinâmica de enfrentamento à Covid-19 em Goiás (Foto: Reprodução/DG)

O eleitor verá Ismael Alexandrino candidato a deputado federal nas eleições de 2022? Um dos poucos secretários estaduais de Saúde no Brasil a continuar no cargo mesmo durante as crises decorrentes da pandemia do novo coronavírus, o titular deve definir nas próximas semanas, se de fato, entrará na disputa do pleito. Ao Diário de Goiás, ele reconhece que é uma possibilidade e já até definiu sua plataforma eleitoral.

LEIA TAMBÉM: “Sem vacina, estaríamos dizimados”, destaca Ismael Alexandrino sobre atual momento da pandemia

“É um assunto que eu tenho pensando com muita responsabilidade, essa chance existe. Durante a pandemia até pela posição que assumimos no Conselho Nacional de Secretários, fomos muito ativos no que tange à consolidação de leis que foram importantes ao longo da pandemia, mas eu entendo que a gestão da saúde no Brasil carece de evolução e essa evolução passa pelo legislativo. Existe essa possibilidade sim”, destaca. 

Continua após a publicidade

O martelo já deveria ter sido batido, mas o assunto foi atrasado por conta da internação a que o governador Ronaldo Caiado (DEM) foi submetido. “É um assunto que vou tratar com o governador. Foi postergado face ao afastamento temporário dele, mas essa chance existe e é um assunto que eu trato com muito pé no chão e equilíbrio, sem trocar os pés pelas mãos.”

NÃO DEIXE DE LER: Em nova fase da pandemia, Saúde de Goiás mira no monitoramento de contaminados e vacinados para conter Covid-19

Entretanto, não há pressa haja vista que Alexandrino tem até abril para junto com o governador, definir os rumos que deverão ser tomados.“Esse prazo é muito mais dele do que eu. Ele é o chefe em relação a pasta da saúde, foi ele que me nomeou e temos um prazo legal para isso. Estamos dentro desse prazo e é um assunto que para mim, eu estou absolutamente focado na execução das entregas como secretário de Saúde, até porque para um legislador ter passado pelo executivo, muda um pouco a visão”, pondera. Quando o legislador não tem a experiência do executivo, muitas vezes eles acham que as coisas acontecem do dia para noite, caem do céu, tudo mais. Só quem passa pelo executivo sabe as dores e as alegrias de lidar com a legislação brasileira, anacrônica, utópica, pouquíssimo pragmática e distanciada da realidade.

Continua após a publicidade

Veja a entrevista do secretário de Estado de Saúde ao Diário de Goiás na íntegra:

Leia mais sobre:
Destaque Política