13 de agosto de 2022
Esportes

Alex Teixeira faz juras de amor ao Vasco em apresentação: ‘Quero levá-lo à elite’

Alex Teixeira - Vasco (Foto - Daniel Ramalho)
Alex Teixeira - Vasco (Foto - Daniel Ramalho)

Ao lado da mulher e das filhas, todas devidamente uniformizadas com a camisa 7 do Vasco com Alex Teixeira escrito na parte frontal, o atacante foi apresentado em São Januário nesta segunda-feira. Sorridente, beijou o escudo e não poupou elogios ao clube em seu retorno após 13 anos.

“Volto querendo muito. Para muitos, 32 anos já é velho, mas eu me sinto um garoto. Estou com muita vontade, desde o primeiro dia queria treinar. O sentimento é o mesmo de quando eu tinha 19 anos”, afirmou o jogador, lembrando de quando subiu ao profissional e se destacou.

Revelação do Vasco, Alex Teixeira começou no clube quando tinha somente 7 anos. Ansioso, não esconde a vontade de estar em campo logo. A previsão é que a estreia aconteça diante da Chapecoense, dia 31 de julho, em São Januário, daqui quatro rodadas da Série B.

Continua após a publicidade

“Voltei para ajudar o Vasco, esse clube maravilhoso. Estou com muita vontade e quero levá-lo à elite novamente”, prometeu. “Eu sei da pressão da minha volta. As coisas não aconteceram no sábado (derrota por 3 a 1 para o Sampaio Corrêa), mas temos um jogo amanhã (Ituano, nesta terça-feira). Temos que fazer o nosso papel dentro de casa.”

Com contrato até 30 de novembro, o atacante tem planos de subir com o time a Primeira Divisão para conversar com os dirigentes na tentativa de uma prorrogação do acordo. Ele não quer mais deixar o Rio. Ao mesmo tempo, sonha em entrar para a galeria de ídolos vascaínos.

“Ser ídolo do Vasco é para poucos e vou ter que correr atrás. Quando acabar a Série B, se Deus quiser vamos conseguir subir e vamos conversar com a diretoria para ver a questão do meu contrato”, afirmou, revelando que a volta foi um presságio da mãe.

Continua após a publicidade

“Minha mãe sonhou que eu estava com uma camisa preta e branca. Logo eu deduzi: com a cruz de malta, só pode ser o Vasco. Estou voltando para casa feliz e tenho certeza que serei ainda mais a partir de hoje. Ninguém sabe o amor que eu tenho pelo Vasco.”

(Conteúdo Estadão)