23 de abril de 2024
Política

Alcides ensaia volta. É o ‘tempo oportuno’?

Por 16 anos, mandou em Goiás o que depois ficou conhecido como ‘Tempo Velho’. Em 1998, chegou ao poder o chamado ‘Tempo Novo’, hoje desgastado com a velha prática de política de propaganda, mesmo ponto de desgaste do governo que sucedeu.

 

Desgarrada do ‘Tempo Novo’, a intitulada ‘terceira via’ apresenta para 2014 uma proposta de oposição aos ‘tempos’ anteriores. Junto com a ‘terceira via’, o velho Alcides Rodrigues (sem partido, forjado no PP) anuncia sua volta aos pleitos eleitorais.

Será a hora e vez do ‘tempo oportuno’? 

Vale lembrar que “tempo oportuno” era o que o dizia Alcides aos companheiros sempre que questionado sobre quando é que iria reagir ao adversário, quando promoveria as mudanças necessárias no governo, enfim, quando iria agir – ou reagir, a Marconi Perillo (PSDB), ou aos assessores que faziam jogo duplo.

Tempo, tempo, tempo…

Em entrevista exclusiva para o Diário de Goiás, Alcides Rodrigues deixa claro que pode ser candidato em 2014. “A política só tem porta de entrada”, afirma.

Em tempo: sobre as acusações feitas pelo atual governador no início do seu terceiro mandato, Alcides é incisivo: “Não preciso dizer nada. A história deu conta dos fatos. Marconi não precisa de mais um crítico, a sociedade é ciente de tudo. Goiás, no entanto, precisa de alguém que se preocupe mais em fazer do que em divulgar.”

Ao DG, o ex-governador preferiu não se manifestar sobre sua futura escolha partidária. “Tenho até outubro pra pensar. Fui convidado por muitos partidos, estou avaliando”, explica.

{youtube}OfebjVZpGAk{/youtube}

Uma de suas possibilidades é o grupo liderado hoje por Vanderlan Cardoso (PSB), Ronaldo Caiado (DEM) e Jorcelino Braga (PRP). “O Estado está carente de projetos eficazes e alternativos. Acredito na força da terceira via e vejo muito respaldo perante a população”, diz.

Durante o evento de filiação de Vanderlan Cardoso ao PSB, Alcides não discursou e evitou coletiva de imprensa. “Eu sou assim. Sempre acreditei que melhor do que falar, é fazer. Meu governo foi construtivo, o que me permite a consciência tranquila para, inclusive, voltar ao cenário. Minha preocupação é com o povo goiano”, ponderou.

Para Alcides, o tempo está bom. No evento e depois, esteve sempre sorridente, com ar sereno, de quem… tem tempo de sobra pra ser ou não ser candidato, pra falar ou não.

Alcides parece senhor de seu tempo. O ‘tempo oportuno’.  


Leia mais sobre: Política