23 de julho de 2024
IBGE • atualizado em 02/02/2024 às 19:49

Águas Lindas de Goiás é uma das cidades com menos estabelecimentos de Saúde por habitante em todo Brasil

Dados estão presentes nos novos dados do Censo Demográfico 2022 divulgadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)
Em um ranking com municípios com mais de 200 mil moradores, Águas Lindas de Goiás aparece entre os sete com menos espaços de saúde. (Foto: reprodução)
Em um ranking com municípios com mais de 200 mil moradores, Águas Lindas de Goiás aparece entre os sete com menos espaços de saúde. (Foto: reprodução)

Depois que novos dados do Censo Demográfico 2022 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) envolvendo estabelecimentos religiosos, de educação e de saúde, foram divulgados nesta sexta-feira (2), Águas Lindas de Goiás apareceu de forma negativa. O município goiano ficou entre os sete com menos estabelecimentos de saúde por habitante em todo Brasil, considerando cidades com mais de 200 mil moradores.

No recorte dos estabelecimentos de saúde, são os municípios paulistas que ocupam o topo do ranking. Dos 10, 9 ficam em São Paulo. Em Presidente Prudente (a 558 km da capital), a relação era de um estabelecimento de saúde para cada grupo de 358 pessoas, ou seja, 631 espaços e 225,7 mil habitantes.

Já na parte ruim do censo, que mostram as cidades com menos estabelecimentos de saúde por habitante, é que aparece Águas Lindas de Goiás em sétimo Lugar. A cidade goiana tem apenas um espaço para cada 2.480 habitantes. Depois de àguas Lindas aparecem Carapicuíba, Itapevi, Itaquaquecetuba e Embu das Artes, todos em SP, respectivamente com 2.481, 2.670, 2.676 e 3.020 habitantes para cada estabelecimento de saúde. E há também Belford Roxo, no Rio de Janeiro, com 2.729.

São José de Ribamar (a 30 km de São Luís), no Maranhão, é a cidade com a menor presença de estabelecimentos de saúde. A proporção foi de um endereço do tipo para cada grupo de 3.176 habitantes.

Vale lembrar que, pelos critérios do Censo, os estabelecimentos de saúde incluem hospitais, postos de saúde e outras unidades de atendimento, públicas ou privadas. Consultórios médicos não entram nessa categoria, pois, segundo o IBGE, são registrados em outras finalidades na pesquisa. Além disso, os dados foram coletados presencialmente por recenseadores e, devido a questões metodológicas, podem conter diferenças de resultados na comparação com registros de outras bases de dados.

Leia também: Goiás tem mais estabelecimentos religiosos do que de educação e saúde somados


Leia mais sobre: Saúde

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.