13 de julho de 2024
Diário das Eleições 2014

Aécio: “Vamos, Marconi, dar aos goianos e aos brasileiros o melhor governo de nossas histórias”

Marconi ressaltou que Aécio e ele transformaram a realidade de Minas Gerais e de Goiás, e que agora podem trabalhar juntos pela mudança que o Brasil anseia.

Uma releitura do momento que marcou a luta pela redemocratização do país, quando Tancredo Neves esteve em Goiânia, há 30 anos, e bradou na Praça Cívica pelas eleições diretas. Foi assim o grande comício do governador Marconi Perillo e do presidenciável Aécio Neves na noite de hoje, na Praça Cívica. Ambos rememoraram o movimento que entrou para a história do Brasil com o nome de Diretas Já. Marconi e Aécio relembraram a data no início de seus discursos, após cantarem, junto a um público de 50 mil pessoas, o Hino Nacional. Aécio escolheu Goiás para o último ato de sua campanha nos estados. “Vamos, Marconi, dar aos goianos e aos brasileiros o melhor governo de nossas histórias”, disse.

“Amigos goianos e brasileiros: há 30 anos o Brasil escreveu uma das mais belas páginas de sua história com o início das Diretas Já aqui no coração do Brasil. Naquele dia, Tancredo Neves começou assim o seu discurso: ‘Não sei se sou mais mineiro em Goiás, ou mais goiano em Minas Gerais’. Ele afirmou isso tamanha relação de cumplicidade que tinham os dois estados”, afirmou Marconi. “Agora recebemos, em uma manifestação carregada de civismo, o neto de Tancredo Neves, com a esperança de que juntos podemos mudar o Brasil”, disse.

Marconi ressaltou que Aécio e ele transformaram a realidade de Minas Gerais e de Goiás, e que agora podem trabalhar juntos pela mudança que o Brasil anseia. “Aquela campanha de 30 anos atrás está na veia dos brasileiros. Estou seguro de que Aécio é a pessoa certa, na hora certa para fazer o melhor governo da História do Brasil”, bradou Marconi, aplaudido pela multidão.

Marconi comparou Aécio ao ex-presidente Juscelino Kubitscheck, que também foi governador de Minas Gerais e, segundo ele, o melhor presidente que o Brasil já teve. “Nós estamos diante daquele que será o novo JK”, declarou. Depois, dirigiu-se a Aécio: “Você pôde sentir a energia e lealdade do povo goiano. Obrigado por escolher o povo goiano para trazer sua última mensagem. Siga em frente, vença, moralize o Brasil”, bradou. Marconi pediu a todos os goianos o mesmo entusiasmo na campanha de Aécio. “Tenho certeza de que Goiás não ficará omisso nesse momento histórico”, declarou.

Aécio começou discurso afirmando que voltava a Goiás para repetir Tancredo, e afirmou: “Com toda emoção que me cabe, não sei se sou mais mineiro dois goianos, ou goiano dos mineiros”, disse, entusiasmado. “Quero dizer que vim para conduzir as mudanças, para libertar o Brasil do PT e encerrar esse ciclo que os brasileiros não merecem mais. Eu me preparei durante três décadas para construir a grande reconciliação dos brasileiros com seus governantes”, disse.

Aécio afirmou que os goianos o deixaram com a energia renovada, e elogiou os governos de Marconi, a quem chamou diversas vezes de companheiro. Aécio conclamou a população para a vitória, e afirmou que subirá a rampa do Palácio do Planalto de mãos dadas com Marconi “para iniciarmos trabalho de desenvolvimento do país”. “Sua obra é respeitada por todos os brasileiros, Marconi”, declarou.

“Imaginem o que Marconi e eu faremos juntos por Goiás”, disse. “Convido a todos para o fim do tempo dos desgovernos, das infâmias, mentiras. Esse momento estará para sempre na minha memória, não poderia ter escolhido melhor o lugar para me despedir. Vamos, Marconi, dar aos goianos e aos brasileiros o melhor governo de nossas histórias. Se Goiás já me deu belíssima vitória, vai me dar a maior vitória do segundo turno, declarou Aécio, que se despediu afirmando a Marconi que a vitória de Marconi no segundo turno já é a “vitória do trabalho sério”

(informações da Assessoria do candidato)


Leia mais sobre: Diário das Eleições 2014