27 de maio de 2022
Cidades

Advogado do Pará morre na Olimpíada da OAB

No começo da noite de sexta, 4, o advogado paraense Wanderlcley Raimundo da Silva Oliveira, 52 anos, morreu durante a partida de futebol entre o time do Pará e do Espírito Santo, no campo do Clube Kaikan, no setor Itatiaia, durante a Olímpiada da OAB. O evento reúne em torno de 1.500 advogados de todo o Brasil na disputa de várias modalidades, em várias localidades, em Goiânia.

O advogado participava, tranquilamente da partida de futebol, e, de repente, caiu no gramado. A situação sugere um infarto fulminante e o laudo médico deve concluir por esta causa da morte do advogado, segundo o

presidente da comissão de Esporte e Lazer da OAB-GO, advogado Iron Amadeo. Até 23h00 da sexta, o laudo do Instituto Médico Legal ainda não tinha ficado pronto.

Continua após a publicidade

O dirigente  da OAB-GO explicou, ao Diário de Goiás que o fato foi lamentado pela instituição organizadora. Segundo ele, todos os inscritos na Olímpiada apresentaram atestados para a participação em atividades esportivas. A precaução, no entanto, não impediu o ataque fulminante que acometeu o advogado paraense.

O dirigente da OAB-GO informou que a instituição providenciou o suporte necessário para o atendimento aos amigos do advogado paraense e à família dele com a transferência do corpo de Goiânia para o Pará é prioridade via transporte aéreo.

Reunião

Continua após a publicidade

Na manhã de sábado, a coordenação da Olímpiada da OAB, reunirá representantes das delegações de todos os Estados para decidir sobre a continuidade ou não do evento. O encontro está agendado para a sede da OAB-GO, no Setor Marista.


Na noite de sexta, a OAB-GO emitiu uma nota de pesar sobre o falecimentod o advogado do Pará:

Nota de pesar

Com profunda consternação, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção de Goiás (OAB-GO) informa que o advogado Wanderlcley Raimundo da Silva Oliveira, da seccional do Pará, faleceu no final da tarde desta sexta-feira (4), no campo do Clube Kaikan, em Goiânia, durante partida de futebol da I Olimpíada da OAB.

Segundo boletim médico, ele sofreu infarto fulminante e as equipes de paramédicos, que fizeram os primeiros socorros, ainda em campo, não  conseguiram reanimá-lo.  Wandercley tinha 52 anos, deixa esposa e dois filhos. Todas as medidas de assistência à família, bem como de traslado do corpo para sua cidade de origem, já estão sendo tomadas.

Leia mais sobre:
Cidades