20 de maio de 2024
INVESTIGAÇÃO

Advogada morre após ter complicações depois de fazer cirurgia bariátrica

Família informou que durante o pós-operatório da cirurgia bariátrica a mulher reclamou de dores
A sobrinha de Simone afirmou que a tia tinha o sonho de fazer a cirurgia devido a críticas. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
A sobrinha de Simone afirmou que a tia tinha o sonho de fazer a cirurgia devido a críticas. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Uma mulher morreu após complicações de uma cirurgia bariátrica, em Goianésia, município localizado no Centro goiano. A família da advogada e coordenadora pedagógica Simone Maria da Silva informou que ela teve infecções causadas pelo rompimento de uma das suturas do estômago. O caso segue em investigação pela Polícia Civil.

Segundo a Polícia Civil, a família da vítima será intimada para prestar depoimento, mas a Polícia Científica ainda não foi informou a causa exata da morte.

Ao g1, a sobrinha de Simone afirmou que a tia tinha o sonho de fazer a cirurgia devido a críticas de mau gosto em relação a aparência. A cirurgia bariátrica da advogada aconteceu no dia 19 de janeiro, no Hospital Santa Luzia.

Após a cirurgia bariátrica, a família informa que a mulher reclamava de dores e um médico identificou infecções, encaminhando a advogada para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital. Ela foi levada para o quarto uma semana depois, mas alguns dias depois “resolveram refazer a bariátrica dela para tirar a infecção”, conforme informou a sobrinha. Entretanto, segundo ela, a tia foi para a UTI e “não saiu mais”.

A situação de Simone se agravou e ela teve que ser entubada e fazer hemodiálise, mas não resistiu e faleceu na quarta-feira (28).


Leia mais sobre: / / / / Cidades

Maria Paula

Jornalista formada pela PUC-GO em 2022 e MBA em Marketing pela USP.