20 de maio de 2024
Atlético Goianiense • atualizado em 14/04/2024 às 19:32

Adson Batista diz que máfia da arbitragem prejudicou Atlético-GO contra o Flamengo: “Pilantras”

Adson Batista - Presidente do Atlético Goianiense Foto - Ingryd Oliveira
Adson Batista - Presidente do Atlético Goianiense Foto - Ingryd Oliveira

O Atlético-GO foi derrotado pelo Flamengo em sua estreia no Campeonato Brasileiro. A partida disputada no Estádio Serra Dourada foi marcada por muito equilíbrio e com o Dragão jogando mais de um tempo com um jogador apenas. O zagueiro Alix Vinícius foi expulso aos 45 minutos da etapa inicial após falta no atacante Pedro.

Essa lance revoltou torcedores, jogadores em campo e principalmente Adson Batista, presidente rubro-negro. A expulsão do técnico Jair Ventura com 15 minutos de jogo e o pênalti assinalado a favor do Flamengo já nos acréscimos e que resultou no gol da vitória carioca, também provocaram indignação por parte do mandatário atleticano.

Em entrevista após a partida no Serra Dourada ele afirmou que a arbitragem comandada pelo mineiro André Luiz Stkettino Policarpo Bento veio para Goiânia má intencionada. “Hoje aqui foi um assalto. Uma vergonha. A máfia da arbitragem estava hoje aqui presente. Não são todos, mas o que esse cidadão de Minas Gerais veio fazer é uma vergonha. Se o Ednaldo Rodrigues (Presidente da CBF) não tiver moral para tomar uma atitude ele pode desistir”

Adson Batista em entrevista disse que o Brasil tem a pior arbitragem do mundo: “O Flamengo é um time que vai brigar por cima, mas não precisa disso. Hoje foi revoltante. Saio daqui revoltado e indignado. Tudo que ganhei na minha vida foi no suor e vem uns pilantras desses que não tem a mínima condição. Estragaram o jogo”.

Arbitragem do jogo Atlético-GO x Flamengo (Foto – Leo Iran)

O Presidente do Atlético-GO mostrou temor em relação ao destino que o Brasileirão pode tomar por conta da arbitragem e fez questão de elogiar a equipe rubro-negra pela atuação diante do Flamengo. “A expulsão do Alix Vinícius estava quase no meio campo e não era certeza que o Pedro tinha chances reais de gol. Ele nos prejudicou em tudo. A arbitragem vai acabar com o futebol. Jogamos muito e merecemos vencer o jogo. Moralmente nós vencemos. Estou orgulhoso do meus jogadores pela coragem e determinação. Temos condições de brigar com qualquer time no Brasil, mas quando vem pessoas mal intencionadas”, completou Adson Batista.


Leia mais sobre: / / / Atlético Goianiense / Esportes