18 de julho de 2024
ENTREVISTA • atualizado em 21/06/2023 às 15:19

Adson Batista diz que Atlético-GO terá no futuro um técnico estrangeiro: “Esse é o caminho”

O Goiás Esporte Clube optou, a exemplo de vários outros clubes no Brasil, pela contratação de um técnico estrangeiro. O português Armando Evangelista já começou a trabalhar na equipe esmeraldina e sua estreia no Campeonato Brasileiro será contra o Vasco da Gama.

O Atlético Clube Goianiense pode no futuro, seguir os passos rival no futuro, porém em um planejamento em que o profissional chegue no início de uma temporada. Essa possibilidade foi revelada pelo presidente rubro-negro, Adson Batista, em entrevista concedida ao Diário de Goiás.

“Eu já pensei, já me foi oferecido, já conversei com alguns portugueses, mesmo acompanhando jogos do Atlético. Hoje eles estão bem na frente. Um país pequeno e que tem muito mais opções. O Goiás acerta, mas evidentemente que no meio de uma temporada é mais difícil. As vezes não se tem tempo do cara conhecer e se ambientar. Prefiro quando for tentar, buscar no início do ano”.

Um dos motivos para pensar em técnico de fora do país, é segundo Adson Batista, a falta de opções no mercado brasileiro que ficou para trás: “O Atlético vai ter que um dia tentar para ver se realmente esse é o caminho”.

Alberto Valentim

O técnico não conseguiu até o momento no Atlético-GO, o resultados que a diretoria esperava no Campeonato Brasileiro. O profissional segue com a confiança de Adson Batista, presidente rubro-negro, que citou na entrevista, algumas qualidades do comandante atleticano.

“Ele tem experiência, é um cara que tem no clube um ambiente leve. Vejo isso como muito bom, porque hoje tem jogadores que não convivem com cobranças exageradas e até eu preciso entender isso. Tem grupo que é carente de liderança, carente de jogadores que chamam responsabilidade. Que chegam, fazem a dele e pronto. Futebol não é assim. É coletivo”.


Leia mais sobre: / / / Atlético Goianiense / Esportes