17 de abril de 2024
ALAGAMENTOS

Aava Santiago cobra apuração de irregularidades nas obras de drenagem urbana

Segundo Aava, há necessidade de apurar recursos investidos, já que após mais de um ano, apenas três das obras saíram do papel
Seinfra reforçou sobre investimentos em drenagem e destaca que estão fazendo intervenções. (Foto: Reprodução)
Seinfra reforçou sobre investimentos em drenagem e destaca que estão fazendo intervenções. (Foto: Reprodução)

O Tribunal de Contas do Município (TCM) e o Ministério Público de Contas foram acionados pela vereadora Aava Santiago (PSDB) para apuração de eventuais irregularidades nas obras de drenagem urbana previstas pela Prefeitura de Goiânia. No ano passado, a Prefeitura investiu na solução de problemas de alagamentos, mas, segundo Aava, apenas uma minoria dessas obras foi realizada.

“No entanto, até o momento, apenas uma minoria dessas obras foi realizada, e mesmo assim, tais intervenções se mostraram ineficientes diante dos problemas recorrentes de alagamentos”, afirma Aava.

De acordo com Aava, há necessidade de apurar os recursos investidos, já que 11 grandes obras e intervenções foram anunciadas, sob aporte estimado de R$ 200 milhões. “Depois de mais de 1 ano, apenas 3 delas saíram do papel. No ano passado um motociclista morreu e após as chuvas do fim de semana vimos que quase nada foi feito para evitar mais tragédias. Por isso a necessidade de uma urgente apuração dos recursos investidos e cronograma das obras”, disse.

O Diário de Goiás (DG) entrou em contato com a vereadora Aava Santiago, mas ainda não recebeu retorno até a última atualização desta reportagem.

Investimentos

A Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) reforçou sobre os investimentos em drenagem e destaca que estão fazendo intervenções necessárias nos pontos de alagamento em Goiânia. “Eram 99 pontos listados pela Defesa Civil. A Seinfra fez intervenções em mais de 60, como construção de baterias de bocas de lobo, limpeza de bocas de lobo, ramais e poços de visita, limpeza dos leitos dos cursos de água da capital e a construção e ampliação da rede de drenagem em algumas regiões da cidade”, diz a secretaria.

Segundo a Seinfra, a capacidade da tubulação da rede de drenagem aumentou na Avenida C-107, no Jardim América. Além disso, a secretaria afirmou que foram instaladas “22 baterias de bocas de lobo estrategicamente posicionadas e uma grelha com caixa de passagem na Rua C-190”.

“Ambas receberam nova pavimentação asfáltica e foi feita a recuperação das encostas do Córrego Cascavel. O projeto foi desenvolvido e executado com recursos próprios da administração municipal, com a conclusão em apenas 38 dias”, ressalta.

A secretaria ainda afirma que a ampliação da rede de drenagem do Bairro Feliz está em fase final de construção e está em execução a construção de 132 bocas de lobo e 48 poços de visita, com previsão para o término das ações para dezembro deste ano.

Veja outras obras destacadas pela Seinfra:

– A obra de construção e ampliação da rede de drenagem da Avenida H, no Jardim Goiás, começou no dia 13 de outubro, na própria Avenida H sob a Avenida Jamel Cecílio, passando pelas ruas 14, 12-A e 1, no Jardim Goiás, até o Córrego Botafogo. A previsão de conclusão é final de janeiro de 2024, segundo cronograma da Seinfra. Com investimento estimado em quase R$ 5 milhões, a obra consiste na construção de 2.155,64 metros lineares de galerias de águas pluviais e 6.801,71 metros quadrados de asfalto. Atualmente, a construção da rede pluvial está saindo da Avenida E para a Rua 1. Foi feita a colocação de capa asfáltica nas ruas onde a rede foi concluída e o tráfego foi liberado.

– Construção de rede de drenagem e pavimentação do Residencial Solar Ville – previsão de conclusão janeiro de 2024.

– Construção de rede de drenagem e pavimentação da Chácara São Joaquim – previsão de conclusão até dezembro 2024

– Viaduto Avenida Leste Oeste com a Avenida Castelo Branco – previsão de conclusão março 2024

– Construção de rede de drenagem e pavimentação do Jardim Petrópolis – previsão de conclusão junho 2024.

– Ampliação da rede de drenagem e pavimentação da Avenida Padre Monte (Córrego Taquaral) – Bairro Goiá – Concluída

– Construção de rede de drenagem e pavimentação do Residencial Maringá – Concluída.

– Construção de rede de drenagem e pavimentação da Avenida Leste-Oeste, Avenida Skoda, Jardim Novo Mundo – Concluída.

– Foram recuperadas as Pontes da Avenida das Pirâmides, no Jardim Califórnia, e da Avenida Acary Passos, no Residencial Vale do Araguaia.

– Construção de Bueiro triplo na Avenida Adriana Oliveira Bittencourt, no Setor Amim Camargo

– Construção de rede de drenagem e recuperação da erosão no Residencial Paulo Pacheco.

– Construção de rede de drenagem na Rua Noruega com a AVenida T-9, no Jardim Europa.

– Recuperação erosão com construção de galeria na Avenida 3ª Radial, Setor Pedro Ludovico

– Recuperação erosão e construção de galeria no Santa Rita 7

– Construção de ramais e bocas de lobo do Parque das Nações e Carolina Parque

– Construção de rede de drenagem e pavimentação do Parque Oeste Industrial

– Construção de bocas de lobo e galerias no Setor Goiânia 2

– Construção de bocas-de-lobo no Parque Atheneu

– Recuperação do bueiro da Avenida José Barbosa Reis, no Madre Germana II

– Historicamente, nunca foram investidos tantos recursos em drenagem urbana. São mais de R$ 200 milhões em obras em andamento na capital para resolver o problema de alagamentos em diversos pontos da cidade.

– 124 intervenções em todas as regiões da cidade para melhorar o escoamento das águas pluviais.

– Construídos 22.088 metros de galerias pluviais e recuperados outros 356 metros

– Entre os serviços executados pela gestão municipal estão a construção de 3.367 baterias de bocas de lobo, limpeza de ramais e poços de visita e a construção e ampliação da rede de drenagem.

– A prevenção a alagamentos passa pela limpeza de bocas de lobo, ramais, poços de visita e de bueiros. Desde 2021, quando começou a administração do prefeito Rogério até agora, foram limpas 74.156 bocas de lobo, 242.793 metros de ramais, 2.520 poços de visita e 2.277 bueiros com a retirada de 11.481 toneladas de entulho da rede de drenagem da capital.


Leia mais sobre: / / / / / Cidades

Maria Paula

Jornalista formada pela PUC-GO em 2022 e MBA em Marketing pela USP.