25 de junho de 2024
Política

“A população não vai aceitar isso”, diz Ana Paula sobre comparações de gestores com Iris Rezende

A empresária, que se prepara para disputar mandato de deputada estadual em 2026, evitou fazer uma crítica direta aos que fizeram a comparação
Durante entrevista, Ana Paula afirmou que comparações devem ser feitas povo, pessoas que precisam do poder público. (Foto: Reprodução/Diário de Goiás).
Durante entrevista, Ana Paula afirmou que comparações devem ser feitas povo, pessoas que precisam do poder público. (Foto: Reprodução/Diário de Goiás).

Em entrevista exclusiva a Altair Tavares, a advogada e empresária Ana Paula Rezende Machado Craveiro (MDB), filha do ex-governador e ex-prefeito Iris Rezende, afirmou que desaprova a estratégia de comparação de candidatos atuais em relação à administração de seu pai. “Não vejo ninguém capaz de falar contra essa gestão dele. Até porque a população não vai aceitar isso”, disse Rezende.

A empresária, que se prepara para disputar mandato de deputada estadual em 2026, evitou fazer uma crítica direta aos que fizeram a comparação e afirma que “essas comparações quem tem que fazer é o povo, as pessoas que precisam do poder público, não somos nós”. Vale lembrar que o atual prefeito, de Goiânia, Rogério Cruz (SOLIDARIEDADE), vem realizando comparações mais diretas entre seu governo e as gestões anteriores de Iris Rezende e Paulo Garcia. Inclusive, o relatório da secretaria de Infraestrutura (SEINFRA) indica que a gestão de Cruz foi a que mais executou as obras.

Ana Paula concorda que as comparações são inevitáveis no discurso político de campanha eleitoral, mas ressaltou que depois de três anos da morte de Iris, ele ainda é a pessoa que está sendo discutida e que isso estaria ligado aos feitos do ex-prefeito que segundo ela são exemplos para os gestores atuais. “Mas cabe às pessoas a analisarem, a pensarem, a refletirem. Eu falo que nós temos muita responsabilidade e o eleitor. Principalmente de colocar as pessoas certas no poder”, frisou.

Depois de três anos que meu pai se foi, ele ainda é a pessoa que está sendo discutida até hoje. Isso é porque a marca dele é muito maior e muito mais profunda do que as pessoas estão pensando.

Ana Paula Rezende

Legado de Iris Rezende

Ana Paula cita o exemplo de um feito de Iris Rezende que o torna, segundo ela, incomparável com os demais. “Goiânia hoje é a única capital com mais de 1 milhão de habitantes que não tem favela. Isso não aconteceu por conta de um político que desde a década de 60 está pensando numa cidade onde ele confira dignidade às pessoas”, disse, reforçando que planeja destacar a importância de um político no Memorial Iris Rezende Machado, que se trata de um acervo da vida pública do ex-governador e ex-ministro.

Durante a entrevista, Ana Paula, ao fazer um resgate da vida ao lado de seu pai, questionou sobre “o que Goiânia seria se não fosse um político que transformou a vida dessa cidade e o que seria de Goiás hoje se não fosse um político que trouxe desenvolvimento durante uma vida inteira”.

“Meu pai nunca desanimou. Eu nunca vi meu pai sentir uma derrota, no dia seguinte ele já estava trabalhando e recebendo as pessoas. A nossa vida nunca mudou, seja com meu pai ganhando, meu pai perdendo, com mandato ou sem mandato, nossa vida continuava do mesmo jeito. Ele tinha muita preocupação com a família para não se envolver em nada que fosse da política e muito menos se favorecer de alguma forma do poder”, disse Rezende.

Não foi uma vida fácil. Mas o que sempre motivou meu pai, mesmo nas derrotas, era saber que o povo estava do lado dele.

Ana Paula Rezende

Leia mais sobre: / / / Cidades / Goiânia / Política

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019