13 de julho de 2024
Política

A guerra do pastel contra os cara-pintada

Campanhas como #ForaMarconi e #ComePastel, ou melhor, #FicaMarconi, tomam conta de Goiás. De um lado, o governador Marconi Perillo; de outro, o povo nas ruas e nas redes. Quem vencerá?

O governador Marconi Perillo (PSDB) estaria em campanha?. Mas, seria candidato a quê? A tentativa de recuperar a imagem perdida, profundamente desgastada pela divulgação de informações sobre o suposto envolvimento no caso Carlinhos Cachoeira.

Para comprovar o ritmo acelerado de reta final de período eleitoral, basta uma olhada nas redes sociais associadas ao governador.

Lá pode ser encontrada, por exemplo, uma providencial foto de Marconi comendo pastel. Está lá também o tucano tocando trombone, visitando municípios do interior para “vistoriar obras” como se essa fosse função do Executivo… Enfim, tudo se soma a uma campanha maciça na TV e no rádio, depois de um aporte estratégico de R$ 20,5 milhões na área de propaganda do governo.

É preciso humanizar o governador e aproximá-lo novamente do eleitor/cidadão que hoje enxerga no tucano apenas um amigo da contravenção.

É o #SalvaMarconi, contraponto à campanha #ForaMarconi, que levou principalmente jovens às ruas para protestar contra o governador? Se for, está estabelecida em Goiás a guerra dos Cara Pintada X Pastel de carne.

Goiás nunca esteve tão animado. De um lado a espontaneidade da indignação, do outro os marqueteiros. Se o último ForaMarconi reuniu menos de mil pessoas, os eventos do governo não estão conseguindo ir além, ao menos gratuitamente.

Se pudermos antecipar um resultado desta batalha, será o de que a assessoria do governador não está muito bem. Os vultosos recursos investidos estão escancarados na mídia estadual deixando a nítida impressão de gastos desnecessários com autopromoção. O indício para esta conclusão é simples: a imagem de Marconi vai de mal a pior. 49% de rejeição, segundo dados do grupo Serpes/OPopular.

Até onde? Que vença o melhor! (Será?)


Leia mais sobre: Política