28 de maio de 2022
Destaque • atualizado em 01/03/2021 às 15:32

95,58% dos leitos de UTI destinados ao tratamento da Covid-19 estão ocupados em Goiás

Foto: Claudivino Antunes
Foto: Claudivino Antunes

A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados ao tratamento da Covid-19, nos hospitais públicos de Goiás, está em 95,58%. Das 407 unidades existentes atualmente no Estado, 381 se encontram ocupadas e apenas 18 disponíveis, de acordo com atualização da Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO).

O total geral de leitos destinados a pacientes com Covid-19 no Estado é de 846. Na enfermaria, a taxa de ocupação é de 84,28%, com 302 leitos ocupados e 69 disponíveis, dos 439 existentes nos municípios goianos. A taxa de ocupação geral nos hospitais públicos do Estado é de 89,72%.

Conforme o boletim da SES-GO, os leitos de UTI disponíveis em Goiás estão distribuídos da seguinte forma:

Continua após a publicidade

– Quatro disponibilidades no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage (Hugol), em Goiânia.

– Quatro disponibilidades no Hospital de Campanha (Hcamp) de Itumbiara.

– Duas disponibilidades no Hospital de Campanha (Hcamp) de Luziânia.

Continua após a publicidade

– Duas disponibilidades no Hospital Sagrado Coração, em Nerópolis.

– Uma disponibilidade no Hospital de Doenças Tropicais (HDT), em Goiânia.

– Uma disponibilidade no Hospital de Urgências de Anápolis (Huana).

– Uma disponibilidade na Santa Casa de Misericórdia de Catalão.

– Uma disponibilidade no Hospital Municipal Dr. Evaristo Vilela Machado, em Mineiros.

– Uma disponibilidade no Hospital Municipal de Rio Verde. 

– Uma disponibilidade no Hospital Vital, de São Luís dos Montes Belos.

A alta taxa de ocupação dos leitos de hospitais públicos do estado fez com que o governo de Goiás e prefeituras instituíssem o fechamento de atividades não essenciais em Goiânia e municípios da região metropolitana, por sete dias, com início a partir da próxima segunda-feira (1).