25 de junho de 2022
Cidades

3,2 milhões foram à Romaria de Trindade, calculou a prefeitura da cidade

Basílica de Trindade. (foto divulgação)
Basílica de Trindade. (foto divulgação)

O balanço da Prefeitura de Trindade é de que 3,2 milhões de romeiros passaram pela cidade nos 10 dias da radicional festa em Louvor ao Divino Pai Eterno 2019, conforme a Sala de Gestão Integrada (SGI).  O prefeito de Trindade Jânio Darrot comemora o resultado positivo da romaria 2019. Segundo ele, o resultado foi possível graças a coordenação conjunta da Prefeitura de Trindade, com a Igreja Católica, com as Policias Militar e Civil e Corpo de Bombeiros. 

“Trabalhamos incansavelmente para que cada romeiro que veio até a nossa cidade, pudesse sentir acolhido, como se estivesse em sua casa”, afirma Jânio Darrot. 

Jânio Darrot informa que o número de roubos e violência contra os romeiros diminuiu drasticamente, graças ao trabalho louvável das policias militar e civil e também não aconteceu nenhum procedimento anormal por parte do Corpo de Bombeiros. 

Continua após a publicidade

Lançamento de selo

Ao fim da celebração, foi lançado o Ano Jubilar de 180 anos da Devoção ao Divino Pai Eterno, que serão completados em 2020. Em 1840, aconteceu o encontro do Medalhão que originou a Romaria de Trindade, hoje, considerada a maior Festa do mundo em Louvor ao Pai Eterno e a segunda maior do Brasil. Também em 2.020, o município de Trindade completará seus 100 anos de emancipação política.

Para marcar os eventos relacionados ao Jubileu, foi criado um Selo Comemorativo. A partir da gravura do artista goiano Silvio Morais, o selo é composto por elementos que remetem ao futuro da devoção ao Pai Eterno no coração do Brasil.

Continua após a publicidade

Selo

selo jubileu romaria trindadeO selo tem o formato do Medalhão de barro cozido que foi encontrado na região do Barro Preto de Goiás, atual Trindade. Ele é composto por elementos que remetem à trajetória da devoção que conquistou o Brasil. Nele, estão presentes o casal Constantino Xavier Maria e Ana Rosa de Oliveira, que deram início à devoção, com o encontro do Medalhão.

O Medalhão traz as figuras do Pai, do Filho e do Espírito Santo coroando a Virgem Maria. Existe ainda a silhueta da Nova Casa do Pai que expressa o novo local que guardará esta devoção e acolherá os Filhos e Filhas do Pai Eterno. Por último, a fé, simbolizada nos raios que saem da Nova Casa do Pai. E representam a difusão desta devoção a todo o mundo, anunciando que Deus é Pai Eterno e que somos todos irmãos.

Romaria

Ao longo dos dez dias foram realizadas 139 missas, 45 novenas, 18 orações do terço e 11 procissões, além de centenas de batizados e confissões, alvoradas e vigílias. Também aconteceram desfiles e encontros tradicionais, como os de foliões, carreiros e cavaleiros, que há anos representam as raízes regionais.

O tema da Romaria foi “Sede santos como vosso Pai é Santo”, inspirada na Exortação Apostólica do Papa Francisco chamada “Gaudete et Exsultate” (Alegrai-vos e exultai!), sobre o chamado à santidade no mundo atual. Ele propõe um caminho de reflexão aos fiéis para que sejam colocados em comunhão com o Pai Eterno, Aquele que é plenamente Santo. 

História

Com quase 180 anos, a devoção ao Divino Pai Eterno em Trindade, teve início por volta de 1840. A história narra que o casal Constantino e Ana Rosa Xavier encontrou, enquanto trabalhava na lavoura, um Medalhão de barro de aproximadamente 8 cm, com a estampa da Santíssima Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo – coroando Nossa Senhora. Eles beijaram a Imagem, levaram-na para casa, colocaram-na em um altar e deram início à oração do terço, em família, e depois também com os vizinhos. 

A notícia rapidamente se espalhou, juntamente com uma sucessão de milagres. Hoje, a Romaria do Divino Pai Eterno, que teve início ali naquele gesto simples de fé e devoção a Deus Pai, é o maior evento religioso do Centro-Oeste, segundo do Brasil e a maior festa do mundo dedicada ao Divino Pai Eterno.