09 de agosto de 2022
Reviravolta • atualizado em 12/03/2022 às 18:07

Perita criminal de Caldas Novas confessa ter tramado atentado contra si mesma, diz polícia

Caso aconteceu na última quinta-feira (10). A mulher era responsável por perícia no clube onde criança morreu em toboágua
Perita foi atingida por tiro. (Foto: Alan Cássio/Caldas Novas)
Perita foi atingida por tiro. (Foto: Alan Cássio/Caldas Novas)

A perita criminal Káthia Magalhães forjou o próprio atentado, de acordo com inquérito do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Caldas Novas. Ela foi baleada na última quinta-feira (10), na cidade do Sul do estado, e investigação foi concluída neste sábado (12).

De acordo com a Polícia Civil, testemunhas disseram que foram procuradas pela perita com a proposta de forjar um atentado para que a remoção da profissional fosse facilitada. Porém, elas rejeitaram e o plano foi adiado.

O GIH, todavia, localizou um homem, ex-colega da perita, que confessou ter atirado na mulher a pedido dela. Ele usou um calibre .32, dado a ele, conforme a polícia, pela perita. A arma foi apreendida para perícia.

Continua após a publicidade

O homem suspeito de atirar contra a mulher, no dia seguinte ao crime, foi ao posto da Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC) de Caldas Novas, onde deixou a arma no mesmo armário, a partir das chaves fornecidas pela perita.

A pistola foi encontrada no local indicado por ele, na SPTC, coordenado pela mulher. De acordo com a polícia, ela confessou ter planejado o atentado contra si mesma.

Na ação, a polícia ainda apreendeu celulares da investigada. O inquérito será, assim que finalizado, entregue à Justiça.

Continua após a publicidade