A Nextel anunciou o encerramento de seu serviço de rádio, que já foi o carro-chefe da companhia, presente no Brasil desde 1997.

A tecnologia iDEN (Integrated Dispatch Enhanced Network), pela qual a empresa ficou conhecida, será totalmente descontinuada até 31 de março de 2018.

"O surgimento de novas tecnologias fez com que o serviço perdesse a atratividade perante os usuários e os provedores de insumos. Os aparelhos, por exemplo, não são mais fabricados no Brasil e, devido ao baixo estoque de novos equipamentos disponíveis no mercado, a única forma de continuarmos a oferecê-los aos nossos clientes é por meio de recondicionamento", afirmou a empresa em nota no seu site.

A Nextel disse que dará início ao programa de migração das linhas SME (Serviço Móvel Especializado) -radiocomunicação- para SMP (Serviço Móvel Pessoal) de 3G/4G, que permite a comunicação entre celulares ou entre um celular e um telefone fixo, "seguindo as diretrizes previstas na Lei Geral de Telecomunicações (LGT) e no Código de Defesa do Consumidor."

Na tentativa de reter os usuários, a companhia afirmou que vai oferecer promoções de planos e aparelhos "para tornar ainda mais vantajosa a migração para o 3G/4G."

Como alternativa ao serviço de rádio, a Nextel destaca o PRIP, aplicativo da empresa que transforma qualquer smartphone em um Rádio Nextel. "Com ele também é possível realizar ligações, compartilhar sua localização, fazer chamadas em grupo e enviar mensagens de voz", afirmou.

"Vale ressaltar que esse processo não afetará as nossas atividades e nem os nossos clientes que já estão na tecnologia 3G/4G", completou a empresa. (Folhapress)

Leia mais:

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA