logomarcadiariodegoias2017

Foto/Reprodução
marconi coletiva reuniao carmen lucia imagem dg

Durante a 62ª edição do Programa Governo Junto de Você, realizada na Região Noroeste, no Setor Morada do Sol, em Goiânia, o governador Marconi Perillo (PSDB) afirmou na manhã desta sexta-feira (26) que não será candidato à presidência da república. Segundo ele, apenas ajudará o partido nas eleições.

“Nós teremos o nosso próprio candidato, que será definido nas prévias no final de fevereiro, início de março. Eu não vou ser candidato, vou apenas ajudar o partido nas eleições. Precisamos de um presidente centrado para que o Brasil possa sair da crise e, realmente se transformar na nação que a gente espera”, disse ele. Questionado se esse candidato poderia ser ele próprio, o governador ressaltou que não.

Ainda sobre política, Marconi Perillo destacou que o vice-governador José Eliton assume o governo do estado em abril. O governador ressaltou que a reforma administrativa está sendo tratada pelo vice. Os secretários de governo que serão candidatos nas eleições 2018 devem sair das pastas na próxima semana e os substitutos devem ser anunciados em breve.

Sistema prisional

De acordo com Marconi, serão inaugurados três presídios nos próximos dias e outras obras estão em andamento. Segundo ele, o prédio do semiaberto será demolido para a construção de um novo local para os detentos.

“Vamos inaugurar agora, nos próximos dias, o presídio de Anápolis, presídio de Formosa, de Águas Lindas, estamos com as obras de Novo Gama e Planaltina em andamento e temos todo um planejamento para a construção de outros presídios, inclusive de semiaberto. No caso do semiaberto, nós vamos demolir o atual, e já anunciamos a venda da área, para que com esse recurso seja construída uma nova unidade do semiaberto. Temos recursos assegurados para uma nova realidade”, disse Perillo.

Ainda de acordo com o governador, as obras demoram devido a burocracia e licitações. Ele confirmou a presença da ministra Cármen Lúcia na inauguração de um dos presídios, “ela vem verificar os avanços após a crise no início do ano”.

Transporte Coletivo

Questionado sobre o aumento no valor da tarifa do transporte coletivo na região metropolitana de Goiânia, que passou de R$ 3,70 para R$ 4, o governador afirmou que está cobrando providências para melhorias.

“O ano passado nós assumimos a responsabilidade de não aumentar a tarifa, quando assumimos a gratuidade. Agora, a cobrança é de que tudo que foi pactuado no ano passado, seja cumprido agora. Nós não somos os responsáveis pela câmara, só temos dois representantes, mas estamos cobrando. Para continuar com a ajuda e gratuidades, estamos cobrando que sejam tomadas providências em relação as melhorias”.

De acordo com Marconi Perillo, o Eixo Anhanguera deve ser terceirizado ou um consórcio deve ser realizada para que ele possa melhorar a eficiência. “O governo gasta muito dinheiro todos os meses para manter o subsídio e para manter o eixo. Nós compramos 90 ônibus novos, mas esse modelo precisa ter a participação da iniciativa privada que tem expertise para resolver esse tipo de assunto”, disse ele.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH