logomarcadiariodegoias2017

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
garotinho
O ex-governador Anthony Garotinho (PR) deixou na noite desta quinta-feira (21) o Complexo Penitenciário de Gericinó. Ele foi beneficiado por um habeas corpus concedido pelo presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes.

Horas antes, o presidente nacional do PR, Antônio Carlos Rodrigues, também deixou a cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica. Ele também saiu graças a liminar de Gilmar.

Os dois foram presos em novembro sob acusação de organizar um caixa dois de R$ 3 milhões da JBS para o grupo político de Garotinho em 2014.

O ex-governador do Rio também foi acusado de organizar arrecadação para caixa dois eleitoral entre 2010 e 2016 com apoio de um "braço armado" para intimidar empresários. A sua mulher, a ex-governadora Rosinha Garotinho, também foi presa, mas foi autorizada a responder o processo em liberdade.

Garotinho deixou a cadeia atribuindo sua prisão à "perseguição política". Ele afirmou apenas que os fatos narrados na denúncia são "mentirosos".

No período de pouco mais de um ano, o ex-governador foi preso por três vezes, tendo sido solto nas últimas duas oportunidades por liminar do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). No último caso, porém, a defesa não conseguiu até o momento habeas corpus para o ex-governador.

Leia Mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA