logomarcadiariodegoias2017

 marconi fortalecido

A indicação do deputado federal Alexandre Baldy para mais poderoso e bem-articulado ministério do governo federal, o das Cidades, aumenta a força e o prestígio do governador Marconi Perillo (PSDB) junto ao governo federal. Se com o ex-ministro Bruno Araújo – que é do PSDB - o governador já tinha preferência nas ações e projetos de infraestrutura do governo do presidente Michel Temer (PMDB), com a nomeação de Baldy é provável que esta influência dobre. 

 

Prova disso é que o primeiro ato do deputado depois da reunião com Temer no domingo, em que o presidente confirmou a sua escolha para o cargo, foi visitar o governador em Goiânia. No encontro, o novo ministro inteirou-se dos projetos relativos ao Estado que estão sob a jurisdição da pasta e atualizou-se a respeito dos entraves que precisam ser superados para que as parcerias com o governo avancem com celeridade. 

 

A trajetória política de Baldy começou na base aliada, ao lado de Marconi. Em 2014, estava filiado ao PSDB quando disputou a sua primeira eleição e foi eleito deputado federal – um dos seis que o diretório goiano do partido levou ao Congresso Nacional. Baldy também foi secretário estadual de Indústria e Comércio no governo Marconi. Como titular da pasta, foi co-responsável pela agressiva política de atração de investimentos do governo por meio de incentivos fiscais, que resultou na criação de empregos e que garantiu o 9º lugar a Goiás no ranking dos maiores Produtos Internos Brutos (PIBs) do País. No Congresso, como deputado, Baldy com freqüência participou de articulações importantes para Goiás e trabalhou como interlocutor do Estado junto ao Palácio do Planalto.

 

Na visita que fez ao governador nesta segunda-feira, Baldy prometeu empenho total nas parcerias administrativas com o governo federal. O seu vínculo com Goiás e o interesse do presidente Temer em preservar a boa relação que tem com Marconi acenam para um futuro próximo que possivelmente será marcado por fortes investimentos da União em saneamento, moradia e em ouras áreas de infraestrutura no Estado nos próximos meses.

 

Ao presidente da República, Baldy afirmou que ficará no cargo até dezembro de 2018, ou seja: ele não vai disputar as eleições no ano que vem. Boa notícia para os goianos e, especialmente, para Marconi, que ganhou mais um importante interlocutor na Esplanada dos Ministérios. 

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH