marconi perillo beto richa curitiba parana 01O governador Marconi Perillo e o governador do Paraná, Beto Richa, aproveitaram a reunião administrativa da sexta-feira, 10, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, para falar sobre os rumos do PSDB e da agenda da sucessão para a presidência nacional do partido, cuja convenção está marcada para 9 de dezembro. Marconi apresentou a Richa sua candidatura ao comando da legenda e afirmou estar em busca da unidade interna, em prol da construção de um programa de governo para o País. Os dois governadores são filiados no PSDB.

“Marconi conta a com a nossa admiração e respeito, como de todo o partido, nessa missão de colocar o seu nome como candidato à presidência do nosso PSDB”, afirmou Richa, após o encontro. “Sempre é um privilégio conversar com um político do quilate de Marconi. Não é à toa que é quatro vezes campeão de votos e governador do seu Estado, aprovado pela população que conhece o seu trabalho, exemplo para todos nós", disse o governador do Paraná.

Segundo Richa, Marconi é "um administrador competente, corajoso, determinado, que toma medidas acertadas”. Ele acrescentou que vê com bons olhos a colocação do nome de Marconi na disputa, pois conhece os bons resultados de sua administração em Goiás. “Tenho orgulho de ser parceiro de Marconi”, frisou.

Marconi, por sua vez, classificou Beto Richa como amigo, companheiro e correligionário. “Um grande governador e referência para o partido e para o Brasil”, disse. Antes do encontro com Richa, Marconi participou, a convite do presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Ademar Traiano (PSDB), do projeto Parlamento Universitário, na Alep. Após o evento, concedeu entrevista à imprensa, quando foi questionado sobre a disputa pela presidência do PSDB.

O governador de Goiás reiterou prezar pela união do partido, bem como pelo bom senso, para que a legenda esteja forte para a disputa presidencial no ano que vem. “Eu represento forças importantes nessa disputa, mas nunca coloquei projeto pessoal acima do projeto partidário, do projeto para o país. Temos que trabalhar fortemente para que prevaleça o bom senso, e eu sou a favor do bom senso. De Melhorar o partido, promover boas práticas", disse.

Marconi observou que o momento exige sensatez e equilíbrio. "Temos que trabalhar fortemente para que prevaleça o bom senso, para que tenhamos equilíbrio, sensatez, para que possamos avançar unidos e vencermos as eleições no ano que vem”, declarou", disse. O governador de Goiás também defendeu o método das prévias na disputa: “Eu defendo as prévias. Portanto, disputar uma convenção não é nada que possa machucar ninguém”, afirmou.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA