marconi perillo hangoutO governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), irá a Brasília nesta quarta-feira (1º) para uma conversa com o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), sobre o futuro do partido.
Durante o encontro, solicitado por Perillo, o governador dirá a Tasso que ele defende a "reunificação" do PSDB.
No início do mês, Perillo confirmou à reportagem que disputará a presidência do partido em dezembro, para quando está marcada a convenção nacional.
Embora ainda não tenha oficializado sua candidatura, Tasso é tratado como um virtual adversário de Perillo para o cargo.
O senador cearense disse a aliados que anunciará nesta quarta a postura que adotará sobre a presidência do PSDB. Na semana passada, ele indicou que será candidato.
EMBATE
O PSDB enfrenta um momento de racha interno que teve início no primeiro semestre deste ano.
Apesar de a sigla ocupar quatro ministérios no governo do presidente Michel Temer, uma ala do partido defende o desembarque.
O racha começou em maio, lodo depois de virem à tona os áudios gravados pelo empresário e delator Joesley Batista. O conteúdo das conversas resultou em acusações a Temer e ao então presidente do PSDB, senador Aécio Neves (PSDB-MG).
Uma ala do PSDB passou a defender então o afastamento de Aécio da presidência e o desembarque dos tucanos da base governista.
Aécio se licenciou do cargo em maio e indicou Tasso para substituí-lo.
O tom crítico adotado pelo cearense em direção ao Palácio do Planalto incomodou tucanos governistas. Diante da proximidade de Aécio com Temer, Tasso passou a defender também a renúncia definitiva do mineiro do comando do partido.
A troca de farpas resultou em uma conversa entre Tasso e Aécio na semana passada, quando o mineiro descartou a possibilidade de renúncia e fez um apelo para que o cearense ficasse no cargo até o fim do ano. (Com informações da FolhaPress)

Leia mais sobre:

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA