doria entrevista coletiva goiania

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), mais uma vez voltou a sugerir unidade entre ele e o governador Geraldo Alckmin em eventual chapa à Presidência.

"Para o PSDB vencer as eleições precisa estar unido", disse.

A afirmação foi feita nesta segunda-feira (30) em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, após ele ser questionado sobre a disputa interna com o colega tucano nas eleições de 2018.

Na última pesquisa Ibope, divulgada nesta segunda, Doria teve apenas 4% das intenções de voto, ficando atrás de Alckmin, com 5% —Lula lidera as intenções de voto no primeiro turno, com 35%, seguido de Jair Bolsonaro, com 13%, e Marina Silva, com 8%.

"Já é uma demonstração clara de que se nós juntarmos forças estaremos numa posição bem mais competitiva do que agora. Temos um ano de trabalho pela frente", disse o prefeito. "Se estivermos unidos, vamos somar partidos e ganhar forças. E, numa eleição difícil como esta que vem pela frente, será a medida adequada."

O prefeito recebeu o título de cidadão honorário rio-pretense na Câmara de Vereadores. Cerca de 20 manifestantes aguardavam o tucano na entrada com pratos de ração, em alusão à farinata, alimento que ele incluiu em projeto de combate à fome na capital e que o colocou no centro de uma polêmica. No entanto, Doria entrou na Câmara pelo estacionamento.

Após a solenidade, ele seguiu para um salão de eventos, onde se reuniria com empresários da região.

Leia mais sobre:

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA