eliane sorriso

A deputada estadual Eliane Pinheiro (PMN) afirma que o Goiás na Frente Social, lançado há aproximadamente dez dias, deu o toque que faltava ao programa de investimentos que o Estado lançou neste ano, focado principalmente na infraestrutura dos municípios: o Goiás na Frente (que prevê R$ 10 bilhões em obras até 2018). 

 

“Tão importante quanto recuperar estradas, construir hospitais e escolas é dar consistência à rede de proteção social do governo”, afirma a deputada. “A ampliação dos programas de assistência vai fazer com que todos, principalmente os mais necessitados, participem deste importante e próspero momento que Goiás vive. É a cereja que faltava no bolo”. 

 

O Goiás na Frente Social projeta aporte de R$ 60 milhões nos programas sociais do Estado. O objetivo central é zerar o número de pessoas que vivem abaixo da linha de pobreza em Goiás. “Eu estou feliz porque esse governo iniciou um ciclo virtuoso em todo o Estado”, diz a deputada. 

 

Uma das ações previstas no programa é o o Reconhece Goiás, que será um prêmio para organizações da sociedade civil sem fins lucrativos. Elas receberão incentivo de R$ 20 mil para apoio de projetos e investimentos, ações e aquisição de bens. 

 

O programa Jovem Cidadão, que a partir deste momento passa a atender 5 mil jovens, terá uma cota para portadores de necessidades especiais, que também terão prioridade nos programas Cheque Reforma e Renda Cidadã. No caso do Cheque, meta do governo é universalizar a acessibilidade nas moradias de famílias com essa característica.

 

A quantidade de beneficiados com o Renda Cidadã será ampliada de 70 mil para 100 mil famílias. A meta é zerar, até o final 2018, o número de famílias em situação de vulnerabilidade social no Estado. O benefício foi reajustado de R$ 80,00 para R$ 100,00. Marconi lembrou que o Goiás na Frente Social “se torna, agora, o maior programa social do Brasil. Nós temos um cadastro de 104 mil famílias no Renda Cidadã. Antes, eram 70 mil. Agora, nós vamos atender todas as famílias vulneráveis de Goiás”.

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA