marconi perillo forum gestao goias foto humberto silva 1O governador Marconi Perillo e o prefeito de São Paulo, João Doria, assinaram na tarde de hoje três protocolos de intenções para a transferência de tecnologias nas áreas da Saúde, Competitividade e Inovação. Os termos foram celebrados durante o Fórum de Gestão Goiás, evento organizado pelas entidades que compõem o Fórum Empresarial de Goiás, realizado no Castro’s Hotel. O tema debatido foi a inovação e a eficiência na administração pública. 

Pelos acordos firmados, o Governo de Goiás transferirá para a Prefeitura de São Paulo tecnologias e dados relacionados aos programas Conecta SUS e Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI). A Prefeitura de São Paulo, por sua vez, vai transferir tecnologia para a implantação, pelo governo estadual, do programa Corujão, que consiste na utilização de espaços de clínicas e hospitais privados no período noturno para realização de exames diagnósticos para a população de baixa renda.

“Estamos adotando o Corujão, que é um excelente programa criado pelo prefeito Doria”, afirmou Marconi.  Doria também elogiou as ações desenvolvidas pelo Governo de Goiás na área da Saúde e da inovação tecnológica, e ressaltou o desenvolvimento e o crescimento industrial do Estado, enfatizando as missões comerciais empreendidas por Marconi em suas gestões. “As missões do governador Marconi Perillo trouxeram resultados extraordinários para Goiás, impulsionando a indústria e o agronegócio. Goiás é hoje um dos grandes celeiros do Brasil graças a Marconi”, afirmou Doria.

Marconi afirmou que as parcerias têm como objetivo principal garantir melhorias para as populações de Goiás e da cidade de São Paulo.  “São Paulo e o Governo de Goiás se interagem em favor do povo”, frisou. Ele lembrou que conhece Doria há 20 anos, quando o prefeito começou a estruturar o Grupo de Líderes Empresariais (LIDE). “Conheço muitas pessoas no Brasil, mas ninguém comparado ao Doria do ponto de vista da organização, do rigor no planejamento, da obsessão pela qualidade, pelo trabalho, fazer bem feito. Um homem focadíssimo no trabalho, nos projetos que defende”, afirmou.

Disse também não ter dúvida de que Doria será considerado o melhor prefeito da cidade de São Paulo. “Ele tem todas as credenciais para isso: experiência, qualificação. É um grande líder inspirador e exemplo. Começou de baixo, de uma vida dura. O pai dele foi deputado cassado pela ditadura e exilado. Só quem teve um parente cassado pela ditadura sabe o que ele passou. E com muito esforço se tornou um homem obstinado, focado, inteligente e culto. Leal aos amigos”, declarou.

Marconi destacou, ainda, que há seis anos Doria legou a Goiás o Fórum Brasileiro da Indústria de Alimentação, trazendo para o Estado centenas de industriais e especialistas no setor para discutir a indústria de alimentos e estimulá-la em Goiás. Depois, trouxe o Fórum Brasileiro de Segurança e Cidadania. “Doria tem um compromisso permanente com o Estado de Goiás. Portanto, merece muito receber o título de Cidadão Goiano”, disse, em referência ao título que o prefeito receberá mais tarde, na Assembleia Legislativa.

Doria declarou-se privilegiado por estar em Goiás mais uma vez, e salientou que toda vez que vem a Goiânia é como se estivesse retornando à sua casa. “A razão desse sentimento é porque a família Perillo é parte da minha família. Isso une ainda mais Goiás a São Paulo a Goiânia”, justificou.

O prefeito falou sobre a recuperação econômica do País, mas fez críticas às gestões do PT, às quais responsabilizou pelo período de forte recessão econômica do qual o Brasil começa a se recuperar. “Treze anos de gestão do PT no Brasil produziram a pior recessão econômica da nossa história. O alvo desse registro é a maior taxa de desemprego jamais vista no País: 22 milhões de brasileiros na linha de flagelo social. Recuperar esse tempo todo perdido de mazelas vai exigir necessariamente a recuperação econômica do País e a boa gestão nos estados, nas prefeituras, nas empresas. Uma ação integrada com o setor privado; maior transparência e velocidade. Precisamos imprimir velocidade econômica do nosso País. Os índices começam a apontar que estamos na direção certa”, arrematou.

Participaram também do evento o presidente da Sifaeg, André Rocha; o deputado estadual Francisco de Oliveira, o presidente da Adial, José Alves; presidente da Fecomércio, José Evaristo dos Santos, e os secretários de Saúde, Leonardo Vilela; de Gestão e Planejamento, Joaquim Mesquita; da SED, Francisco Pontes, e de Governo, Tayrone Di Martino.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA