francisco alegoFoi realizado no Auditório Solon Amaral, na Assembleia Legislativa, a audiência pública para apresentação do diagnóstico do Plano Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana de Goiânia (PDI-RMG) à comunidade, com a presença do deputado Francisco Jr. (PSD). O evento é uma iniciativa do parlamentar com realização da Universidade Federal de Goiás (UFG) e da Secretaria do Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima).

A audiência é uma continuação da programação do diagnóstico do PDI-RMG. A primeira parte foi realizada no dia 2 de outubro na Câmara de Vereadores Goiânia, onde ocorreu uma Reunião Técnica em conjunto com a UFG para apresentar o Diagnóstico do Plano aos vereadores. O documento com mais de 700 páginas está dividido em sete tópicos: estruturação do território e formação regional; percepção dos sujeitos; análise dos aspectos ambientais; análise dos aspectos socioeconômicos; desenvolvimento urbano; análise de gestão e governança; análise da mobilidade urbana.

O deputado Francisco Jr., ao participar da abertura, destacou os desafios que devem ser vencidos sobre o tema. “Temos muitos problemas e pouca interação e precisamos mudar isso. Há problemas sim, pois eles nunca acabam, mas temos de trabalhar sempre com muita interação, para obtermos resultados.”

O parlamentar disse ter convicção de que o trabalho que hoje está sendo realizado seja bem prestado e possa trazer frutos. “Não podemos nos furtar que os grandes atores neste tema são realmente os municípios, o prefeito e sua equipe com trabalhos na gestão de solos, resíduos, entre outros. É fundamental, portanto essa interação e conscientização para obtermos avanços”, explicou o deputado ao dar as boas-vindas aos presentes. Além disso, Francisco alertou para a necessidade de ações na capital. “Quando falamos de planejamento, não falamos das ações que queremos, mas sim das ações que precisam ser feitas, sob pena de ficar inviável habitar; e parece que muita gente ainda não tem consciência disso”, finalizou.

O titular da Secretaria do Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima), Vilmar Rocha, destacou na oportunidade os principais pontos de atenção do Executivo na elaboração do Plano de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana de Goiânia (PDIRM). Segundo o secretário, o ponto com maior destaque seria a crise hídrica pela qual a população da região passa. “É um problema do Estado, do País, mas sobretudo aqui da Região Metropolitana de Goiânia. Temos uma população de aproximadamente 2,4 milhões de habitantes e esse assunto hídrico é realmente muito importante”, disse.

O superintendente de Assuntos Metropolitanos da Secima, Marcelo Sáfadi, explicou que está cumprindo o rito até agora.”Foi solicitada a presença dos municípios, foram encaminhadas quase 1.200 convites individualizados para os que vêm acompanhando as oficinas, as quais já realizamos mais de 20 e praticamente 35 reuniões preparatórias para o dia de hoje no qual fechamos um ciclo que se iniciou em 2015 e é o primeiro ciclo diagnóstico que realizamos”, afirmou.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA