michel temer pensativo

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara deve votar nesta quarta-feira (18) a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer. Apesar de os governistas cantarem vitória, o discurso contra o peemedebista predominou no inicio do debate sobre o caso.

Após cerca de 12 horas de sessão, 44 deputados falaram até esta terça-feira (17): 32 contra o presidente e 12 a favor. O placar, porém, não ilustra de forma fidedigna como deve ser o resultado da votação na comissão, já que os governistas evitavam se pronunciar com o objetivo de encurtar a tramitação do caso.

Outros deputados devem discursar nesta quarta. Após isso, irá a voto o relatório do governista Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), favorável ao arquivamento do caso.

Independentemente do resultado na comissão, o texto será submetido ao plenário. É preciso que o parecer, favorável ao presidente, seja rejeitado por ao menos 342 votos (do total de 513) para que a denúncia seja encaminhada ao STF (Supremo Tribunal Federal), responsável pelo processo.

Temer e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco são acusados de integrarem uma organização criminosa que teria recebido ao menos R$ 587 milhões de propina. O presidente também é acusado de obstruir a Justiça. Todos negam as acusações.

Leia mais:

Leia mais sobre:

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA