marconi perillo reuniao com embaixadores pirenopolis foto mantovani fernandes 02China, Vietnã, Espanha, Austrália, Namíbia, Chile, Estados Unidos, Argentina, Alemanha: o quarto mandato do governador Marconi Perillo consolida a interlocução de Goiás com o mundo, e autoridades, empreendedores, artistas, pesquisadores, cientistas e cidadãos de todos continentes transformaram o Palácio das Esmeraldas num caldeirão cultural. Com objetivo de fortalecer as relações comerciais, promover intercâmbio cultural e universitário, o governador Marconi Perillo mantém agenda constante com embaixadores, autoridades e cidadãos de diversos países.

Os encontros com os representantes das embaixadas começaram a se solidificar na gestão passada, e se intensificaram na atual. Somadas as gestões, Marconi já recebeu mais de 60 embaixadores em Goiás. A princípio, o foco do estreitamento das relações com as embaixadas era aumentar as exportações, trazer investimentos, gerar empregos e melhorar o Produto Interno Bruto do Estado.

À medida que esses eixos ganharam força e trouxeram êxito, Marconi também passou a buscar a abertura de oportunidades de intercâmbio cultural e universitário. Os encontros com os embaixadores e representantes de outros países, também por meio das missões comerciais, resultaram no desenvolvimento de programas como as turnês internacionais da Orquestra Filarmônica de Goiás, e a participação do Estado nas competições de dança e nas esportivas.

Um das maiores ações foi a criação do programa Goiás Sem Fronteiras, cuja primeira etapa de seleção dos primeiros estudantes de graduação ou pós-graduação ocorreu nesta semana. Esse primeiro grupo vai estudar nos Estados Unidos. Além do intercâmbio comercial e cultural, um eixo que tem ganhado força é o incentivo à pós-graduação, por meio de bolsas da Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapeg).

Além da recepção no Palácio das Esmeraldas, Marconi se encontrou com embaixadores em eventos do governo estadual em Goiânia e no interior do Estado; teve audiências com embaixadores em outros estados, e nos países que integraram as missões comerciais nos últimos anos.

O fortalecimento do contato com as embaixadas também tem funcionado como uma estratégia de reação à crise econômica nacional. Nos encontros com os embaixadores, Marconi apresenta os números, a diversidade e o dinamismo da economia do Estado; informa sobre as missões comerciais e trata da consolidação de novos negócios. Neste ano, o governador realizou missões comerciais ao Oriente Médio, onde se reuniu com os embaixadores da Arábia Saudita e da Irlanda; e do Cone Sul, onde se encontrou com os  embaixadores do Uruguai e da Argentina.

Palácio das Esmeraldas aberto às diferentes nações

Em março, Marconi recebeu, no Palácio das Esmeraldas, o embaixador do Vietnã no Brasil, Do Ba Khoa, com quem tratou do fortalecimento de intercâmbios comerciais, principalmente sobre os itens milho, soja, carne e couro. Eles também discutiram a missão comercial asiática que o governador deverá realizar em junho para buscar novos investimentos e ampliar mercados para Goiás.

No mês de abril, recebeu o embaixador da Suécia no Brasil, Per-Arne Hjelmborn. “Faz parte de uma estratégia de longo prazo de nossa embaixada estabelecer e aprofundar nossas relações com os estados mais dinâmicos do Brasil. Obviamente, o Estado de Goiás fica no topo dessa lista”, declarou o diplomata, à época.

Ainda em abril, Marconi se reuniu no Palácio das Esmeraldas com o embaixador do Congo no Brasil, Mutombo Nsenda, e afirmou que o governo estadual está aproximando cada vez mais o Estado de Goiás de países de todos os continentes, com intuito de fortalecer as relações comerciais e culturais de Goiás com diferentes países.

Em agosto, Marconi recebeu o embaixador da Alemanha, Georg Witschel, acompanhado pelo superintendente de Comércio Exterior da Secretaria de Desenvolvimento (SED), William O'Dwyer, e o secretário de Assuntos Internacionais, Isanulfo Cordeiro. O embaixador afirmou que Goiás tem potencialidades excelentes, e propôs novos encontros com intuito de solidificar as parcerias.

Ontem, ele recebeu o embaixador da Namíbia, Samuel Nuuyoma, com quem discutiu intercâmbio comercial na mineração e em outros setores.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA