Líder do governo não descarta retirada definitiva do projeto (Foto: Alego)
francisco oliveira

Foi retirado de pauta na Assembleia Legislativa de Goiás, o projeto de lei enviado pela governadoria que separa a secretaria de Segurança Pública da área Penitenciária, criando mais uma estrutura no governo estadual. Ao Diário de Goiás, o líder do governo na Assembleia Legislativa, Francisco Oliveira (PSDB), destacou que há um impasse relativo a gestão da nova secretaria. Ele informou que o tema será debatido com profundidade no governo e entre segmentos da área penitenciária. Não há previsão para que o projeto volte a ser discutido.

“Nós sobrestamos a matéria. Ela foi suspensa para que possa ter uma discussão mais ampla dentro da própria secretaria, em alguns segmentos e lideranças para que ela possa chegar mais definida, uma discussão de apreciação do projeto. Caso haja necessidade de uma emenda, ou necessidade de sua retirada, queremos fazer a quatro mãos. O que o governo quer é atender as demandas da secretaria de Justiça, mas respeitando o secretário de segurança”, afirmou o líder do governo.

Segundo o deputado Francisco Oliveira, não haveria dificuldades em aprovar o projeto da forma como foi enviado, devido à ampla maioria que o governo tem na Assembleia Legislativa e pela base ser fiel ao governador Marconi Perillo (PSDB). O parlamentar não descartou a possibilidade de o projeto ser devolvido ao governo.

“A matéria está parada para que possa dentro dos segmentos que querem uma discussão mais aprofundada ser apresentadas aquilo que entendem no projeto. Elas estão sendo tratadas com o secretário de Segurança Pública, com o vice-governador, com o governador, automaticamente quando chegar até nós alguma alteração ou até mesmo a retirada do projeto. Ninguém está criando uma secretaria para interesse próprio, mas para atender a sociedade. Dentro da base não teríamos dificuldades nesse projeto. A base do governador é muito fiel, não seria problema. O problema é pontual na área de gestão”, explicou.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA