marconi e o embaixador rocha vianna A economia de Goiás, impulsionada pela atuação do governo Marconi Perillo, tem papel estratégico no processo de revitalização do Brasil pós-crise e a Missão Comercial do Governo do Estado ao Uruguai reforça os laços históricos entre as duas nações, disse nesta sexta-feira o embaixador brasileiro no país sul-americano, Hadil Fontes da Rocha Vianna. O diplomata participou da agenda de trabalho de Marconi em Montevidéu durante encontro com autoridades e investidores no Ministério de Relações Exteriores do Uruguai.

"É uma honra receber o governador de Goiás ao País, principalmente num momento em que o Brasil está num momento de revitalização de sua economia", disse Rocha Vianna. "O Governo de Goiás é parte importante desse processo e o governo do Uruguai reconhece isso. Portanto, essa missão só vem reforçar esses laços de amizade que são fortes e históricos", afirmou ainda o embaixador do Brasil no Uruguai.

Marconi cumpriu extensa agenda no Uruguai nesta sexta-feira, no primeiro dia da Missão Comercial do Governo de Goiás no Cone Sul. O governador esteve no Departamento Nacional de Turismo, no Ministério de Educação e Cultura, no Ministério do Interior, no Ministério de Relações Exteriores e com líderes do organismo Uruguai XXI e do Instituto Nacional de Logística (Inalog). Em todos os encontros, Marconi apresentou as potencialidades da economia de Goiás e do Brasil Central, além dos números do desenvolvimento humano, destacando que o Estado foi o que mais reduziu as desigualdades sociais na última década.

No encontro no Uruguai XXI e no Instituto Nacional de Logística (Inalog), o governador de Goiás propôs acordo de cooperação para área de segurança e relacionamento comercial, entre o Estado e o país sul-americano. O Uruguai XXI é equivalente à Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira.

Na agenda da Missão Comercial do Governo de Goiás no Cone Sul, nesta sexta-feira, (8), em Montevidéu, o governador Marconi Perillo se reuniu com o ministro do Interior, Eduardo Bonomi, e com o vice-Ministro da pasta Jorge Vázquez para apresentar as potencialidades de Goiás e falar sobre o Consórcio dos Governadores do Brasil Central. O objetivo é atrair novos investimentos para o Estado e estreitar as relações comerciais entre os uruguaios e Goiás.

"O Brasil Central é uma região muito forte, com mais de 20 milhões de habitantes, grande produtor de carnes e grãos. São sete Estados que têm uma participação muito importante neste momento de crise que o Brasil atravessa", disse o governador. Marconi lembrou que o Centro-Oeste é responsável por 50% da produção de alimentos do País e que a região está crescendo acima da média nacional, tanto em termos econômicos quanto humanos. "Goiás foi o Estado que mais reduziu as desigualdades sociais nos últimos anos", disse.

Durante encontro com autoridades e empresários do país sul-americano no Ministério das Relações Exteriores, Marconi disse aos uruguaios que o Estado e a nação têm campo para uma grande aproximação comercial e cultural e que a missão a agenda de trabalho visa abrir esse caminho de integração. "Temos muitas oportunidades de crescimento, um mercado enorme bilateral a ser explorado no turismo, no comércio, nas exportações e na indústria", disse Marconi, na Câmara de Comércio e Serviços do Uruguai.

No segundo compromisso do dia, ainda pela manhã, o governador Marconi Perillo estabeleceu termo de cooperação com o Governo do Uruguai nas áreas de educação e cultura. A parceria vai promover o intercâmbio de estudantes, por meio do Goiás Sem Fronteiras, formação de professores, ensino da língua inglesa e a aproximação das orquestras sinfônicas do país sul-americano e do Estado.

Marconi foi recebido na manhã desta sexta-feira pela subsecretária de Educação e Cultura do Uruguai, Edith Morais, para discutir os termos da cooperação. Acompanhado da secretária de Estado de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira, o governador apresentou os números e os avanços da educação formal, superior e profissional do Estado e manifestou o interesse das instituições de ensino nas três áreas em estreitar os laços com o Uruguai. Os secretários da Fazenda, João Furtado, e de Gestão e Planejamento, Joaquim Mesquita, que compõem a comitiva, também participaram.

A subsecretária e o governador também abriram a agenda de cooperação para que as Orquestras Sinfônicas do Uruguai e de Goiás aproximem seus músicos e direções para a formulação de um calendário de concertos nos dois países. Marconi apresentou para Edith Morais os investimentos para criação e formação da Orquestra Filarmônica do Estado de Goiás e para a Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de Goiás, destacando que ambas têm mantido calendário frequente de apresentações em diversos países ao redor do mundo.

Na primeira agenda da missão comercial, Marconi teve reunião com o diretor nacional de Turismo do Uruguai, Carlos Fagetti, e com a diretora-geral Hyara Rodríguez. No encontro, Marconi destacou as potencialidades e oportunidades turísticas de Goiás, e assinou protocolo para intercâmbio turístico entre Uruguai e os Estados do Brasil Central, com destaque para Goiás, além de debater o combate ao turismo sexual e tráfico humano.

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA