Jorge de Jesus Bernardo.
jorge de jesus bernardo

Apesar do crescimento percebido na última década, a educação superior apresentou queda no número de ingressantes nos últimos dois anos, tendo portanto, as instituições educacionais que se reorganizar quanto aos métodos de captação de alunos. O novo Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) trouxe um alento à captação de alunos, entre 2011 à 2014, mas após isso, com as restrições do governo ao financiamento e a crise política e econômica, o impacto foi e ainda vem sendo percebido no segmento.

Paralelo à redução das políticas de financiamento, o ensino superior enfrenta um cenário de incerteza com os cortes no orçamento e a queda no número absoluto de matrículas, motivada também pelas deficiências de aprendizagem dos estudantes.

Reflexões, análises e soluções aos problemas enfrentados pelas Instituições de Ensino Superior públicas e privadas precisam ser realizadas constantemente para a melhoria da performance das Instituições de Ensino Superior, uma vez que o setor ainda vive uma resistência e um certo desafio na cultura da avaliação da educação superior. E por isso, o Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Educação Superior do Estado de Goiás (SEMESG) realiza nos dias 26 e 27 de abril o VIII Fórum de Educação Superior do Estado de Goiás, com o objetivo de aproximar o Ministério da Educação (MEC) e o SEMESG das Instituições de Ensino Superior (IES).

Desde sua criação, esses encontros ampliaram a rede de relacionamento do SEMESG, IES e MEC, propiciando um rico networking entre os diversos dirigentes das IES. O tema deste VIII Fórum será “O Reflexo das Mudanças do Financiamento e Avaliação na Educação Superior no Brasil”.

Este é o maior evento da categoria do Centro-Oeste que reúne mantenedores, gestores, integrantes da Comissão Própria de Avaliação (CPA) e pesquisadores institucionais das IES Públicas e Privadas. E nesta edição, em especial, o evento contará com a participação dos principais gestores do MEC, por meio do Inep, Fundo Nacional de Desenvolvimento de Educação (FNDE), Conselho Nacional de Educação (CNE), Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes), Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (SERES) e Secretaria de Educação Superior (SESu), o que engrandece ainda mais o evento.

Mais uma oportunidade de nos informarmos sobre o presente e o futuro da educação superior no Brasil, e ainda nos atualizarmos sobre as perspectivas da avaliação, conhecermos as inovações e os desafios da política regulatória, além de prevermos os rumos do financiamento estudantil.

Jorge de Jesus Bernardo é presidente do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Educação Superior do Estado de Goiás (SEMESG)

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA