erro do gestor publi ipog

O gestor é importante em qualquer negócio, mas exercer tal função é meio complicado, não é mesmo? O gestor passa praticamente o dia todo em um entra e sai de reuniões, o que torna tudo mais complicado ainda, afinal, que tempo sobra para realmente gerir a equipe? Essa correria diária abre precedentes para diversas falhas.

Segundo o professor do curso Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças do IPOG e especialista em gestão e gerenciamento de empresas, Carlos de Macedo, o primeiro erro que pode ser cometido por um gestor é não pensar como se ele fosse dono daquele negócio, mas sim apenas um mero funcionário com interesse no salário ao final de cada mês.

A partir deste pensamento surgem os demais, que estão indiretamente interligados e podem acabar fazendo com que a empresa não sobreviva. O professor Carlos juntamente com o coordenador do curso e especialista em Estratégia, Camilo Cotrim, listaram alguns dos erros mais comuns que podem ser cometidos por gestores por falta de habilidade com determinados assuntos que devem ser dominados por eles. Confira quais são:

– Falta de conhecimento na área financeira: De acordo com o professor Carlos, a tendência das empresas é modernizar-se, por isso é necessário que todo gestor tenha conhecimento da parte financeira do seu departamento. As empresas tendem a basear-se setorialmente. Está cada vez mais complicado separar controle departamental do controle estratégico da empresa.

Dica: Este é o erro mais perigoso, afinal todos os demais envolvem, direta ou indiretamente, o caixa da empresa. Um gestor deve entender da administração financeira, do fluxo de caixa. Sem isso é fácil levar o negócio à falência;

– Não misturar pessoa física e pessoa jurídica: Para quem é dono do próprio negócio este pode ser um erro fatal!

Dica: O proprietário do negócio, que em muitos casos é o gestor, acaba tirando dinheiro do próprio bolso para suprir necessidades da empresa e retira dinheiro da empresa para necessidades pessoais. Isso ocorre com mais frequência nas pequenas e médias empresas e deve ser evitado, pois a falta de controle de entrada e saída do caixa pode causar sérios prejuízos para o negócio.

– Conheça os custos (diretos e indiretos) do negócio: Fique por dentro do quanto você ou o seu departamento desembolsa para custear a produção do seu produto/serviço. Seu lucro fundamenta-se nisto!

Dica: Fique atento e conheça detalhes sobre o custo do seu produto e/ou serviço. Caso não tenha conhecimento sobre ele será difícil fazer a precificação correta do seu serviço e/ou produto no mercado, que está cada vez mais acirrado.

Podem parecer erros bobos, mas que muitas vezes são cometidos inconscientemente. Para evitá-los é preciso que você busque conhecimento em todas as áreas que estão ligadas ao resultado final. Trabalhar em conjunto para um sucesso coletivo deve ser o principal pensamento de um gestor ao executar uma ação. Procure ter ao seu lado quem possui propriedades nestas áreas.

Camilo Cotrim: Formado em Administração de Empresas, pós-graduado em Estratégia, especialista em Finanças, mestrando em Contabilidade e Coordenador do curso de MBA Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças Corporativas do IPOG.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA